RCB/TuneIn
Segunda, 21 Out 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
HOTEL: CMP QUER SITUAÇÃO REGULARIZADA
Rádio Cova da Beira
A Câmara municipal de Penamacor (CMP) vai, esta semana, enviar ofícios às empresas Malcatur e Grupo de Desenvolvimento das Termas de Portugal (GDTP), onde detém parte do capital social, pedindo esclarecimentos sobre os investimentos feitos pela autarquia na construção do hotel.
Por Paula Brito em 29 de Apr de 2015

A ausência das demonstrações financeiras das duas empresas são “documentos relevantes em falta” no relatório e contas de gestão da autarquia, considerou o Revisor Oficial de Contas, o que levou a bancada da oposição a abster-se na votação dos documentos na última assembleia municipal “há um milhão de euros gastos no hotel que, à partida, não foram reconhecidos no balanço da sociedade, não é culpa deste executivo mas alguma coisa vai ter que ser feita”, considerou Hélio Silva da bancada “Juntos por Penamacor”. O presidente da autarquia não confirma esse montante, limitando-se a dizer que foram “centenas de milhares de euros” que agora é preciso reflectir no património da autarquia “a câmara fez os investimentos de forma legal e eles foram integrados na contabilidade, o que não foi integrado foi o valor patrimonial desses investimentos e isso inflecte directamente na capacidade de endividamento do município”.

Com o parecer do Reviso Oficial de Contas estão agora reunidas as condições para se resolver definitivamente o problema “temos a partir de agora um documento de carácter legal, devidamente certificado, com a descrição pormenorizada dos investimentos e participações financeiras para que possamos questionar ambas as sociedades, para serem inscritas nas demonstrações financeiras das duas entidades, para que nós possamos integrá-las patrimonialmente na nossa contabilidade, senão isto vai andar aqui eternamente sem solução”.

A câmara de Penamacor detém 24% do capital social da Malcatur, a empresa criada para construir o hotel da vila, e 15% do capital do Grupo de Desenvolvimento das Termas de Portugal, criada para construir o SPA e desenvolver o projecto de legalização das águas termais. 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados