RCB/TuneIn
Domingo, 15 Dez 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
ESTUDO REVELA IMPACTO ECONÓMICO DO TERCEIRO SECTOR
Rádio Cova da Beira
Cada euro investido nas Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) de Idanha-a-Nova gera um retorno de 5,27 euros de benefícios sociais. É uma das principais conclusões de um estudo que analisou os impactes económicos e sociais das IPSS em quatro concelhos portugueses – Idanha-a-Nova, Macedo de Cavaleiros, Montijo e Peniche - escolhidos por serem representativos de diferentes realidades nacionais.
Por Paula Brito em 27 de Apr de 2015

O documento revela ainda que, no concelho de Idanha-a-Nova, a actividade das IPSS é responsável por 14% do total da Produção, 33% do total do Valor Acrescentado Bruto (VAB) e 16% do total do Emprego.

Entre os quatro casos analisados, é no concelho de Idanha-a-Nova que são maiores os impactes económicos e sociais das IPSS, mas todos os municípios demonstram que o custo suportado pela sociedade é mais do que compensado pelos benefícios sociais que as IPSS proporcionam.

As conclusões do estudo “ajudam a reflectir sobre o papel extraordinariamente importante das IPSS no desenvolvimento dos territórios e, em particular, no combate aos desequilíbrios demográficos do país”, refere Armindo Jacinto, presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova.

O estudo, apresentado em Idanha-a-Nova, foi desenvolvido pela Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade e financiado pela Fundação Millennium BCP com coordenação científica da IPI Consulting Network.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados