RCB/TuneIn
Segunda, 21 Out 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
CMF APROVA CONTAS
Rádio Cova da Beira
A câmara municipal do Fundão registou uma taxa de execução de 87 por cento no orçamento de 2014. Os dados fazem parte do relatório de gestão da autarquia que foi aprovado por maioria na última reunião pública do executivo.
Por Nuno Miguel em 25 de Apr de 2015

Paulo Fernandes destaca que no ano passado “nós executámos um valor absoluto superior a 27 milhões de euros o que equivale a uma taxa de execução de 87 por cento o que é um valor muito importante; aquando da apresentação do nosso plano de reestruturação financeira assumimos o compromisso de ter uma taxa de execução acima dos 80 por cento e conseguimos atingir isso o que representa a maior taxa de execução de sempre sem aquilo que é a alavancagem que teve o ano do plano de ajustamento que não pode servir de comparativo”

O autarca fundanense acrescenta que “chagámos ao final do ano sem dívidas a mais de 90 dias e foi a primeira vez, nos últimos 20 anos, em que isso se verificou; para além disso há também a sublinhar uma diminuição do valor da dívida que em 2012 rondava os 86 milhões de euros e neste momento ela não chega aos 76 milhões o que representa uma diminuição considerável nestes dois últimos exercícios orçamentais”.

A bancada do PS acabou por votar contra os documentos porque, refere Ana Rita Raposo “os documentos foram disponibilizados para consulta na plataforma electrónica apenas um dia antes da reunião o que na minha perspectiva dificultou muito uma utilização adequada deles para avaliar os indicadores de desempenho administrativo, uma relação dos balanços com a actividade do concelho e também uma demonstração efectiva da diminuição da avaliação de risco financeiro do município; nesse sentido o meu voto contra”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados