RCB/TuneIn
Quinta, 22 Out 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
CMB APROVA CONTAS
Rádio Cova da Beira
A câmara municipal de Belmonte fechou o ano passado com um resultado líquido positivo na ordem dos 200 mil euros. Os números fazem parte do relatório de gestão da autarquia que foi aprovado por unanimidade na última reunião pública do executivo.
Por Nuno Miguel em 24 de Apr de 2015
Em 2014 foi possível concretizar investimentos na ordem dos seis milhões e 100 mil euros enquanto que o valor das receitas arrecadadas se cifrou nos seis milhões e 300 mil euros. Apesar de os índices de taxa de execução rondaram os 80 por cento o presidente da autarquia belmontense gostaria de ter ido mais além “nunca podemos estar satisfeitos até porque foi um ano de transição como infelizmente também 2015 está a ser, com os atrasos na implementação do novo quadro comunitário, e depois também continua a crise e um município pequeno como o nosso, com poucas receitas próprias, acaba por também sofrer com isso. Fizemos o que era possível”  
Apesar de votas a favor do relatório o vereador do movimento “Pessoas Pelo Concelho” não esconde alguma apreensão com o aumento de despesas relacionadas com o pessoal. David Canelo sublinha que “em relação ao mandato anterior nós temos aqui um aumento de 250 mil euros em despesas com pessoal; numa altura em que todos os organismos públicos estão obrigados a reduzir as suas despesas a câmara municipal aumentou-as e se a isto juntarmos a aquisição de bens e serviços o valor ultrapassa os 800 mil euros em relação ao que se passou em 2012 que foi o último ano em que não houve mudança de executivo”. 
Um número que surpreendeu também o presidente da autarquia e que vai levar António Dias Rocha a pedir mais esclarecimentos “vou pedir ao nosso pessoal administrativo e também ao técnico oficial de contas que nos esclareça sobre isso; confesso que eu também ficou um pouco surpreendido mas não deve ser nada de cuidado e deve haver qualquer coisa que não estará bem”. 
Uma reunião do executivo onde António Dias Rocha anunciou que não vai ser possível assinar o acordo de geminação com a localidade cabo-verdiana dos Espargos devido à dificuldade no estabelecimento de ligações aéreas entre Portugal e aquele país lusófono. Dessa forma no próximo domingo apenas será assinado o acordo com a localidade brasileira de Ouro Preto. No dia 25 de Abril a assembleia municipal vai reunir com carácter extraordinário apenas para deliberar sobre a assinatura destes novos acordos de geminação.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados