RCB/TuneIn
Sexta, 28 Fev 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
COVILHÃ PODE TER GIPS
Rádio Cova da Beira
A Covilhã pode ser a base de instalação de um grupo de intervenção protecção e socorro. O tema foi analisado numa reunião em que marcaram presença o presidente da autarquia, o vereador com o pelouro da protecção civil e vários elementos da GNR, que podem replicar na região o projecto piloto que está a ser desenvolvido no concelho de Arcos de Valdevez.
Por Nuno Miguel em 27 de Mar de 2015

Na última reunião pública do executivo covilhanense, Joaquim Matias sublinhou que este projecto procura articular missão desempenhadas pelos agentes da protecção civil com as forças de segurança e que pode ser uma mais valia para toda a região “em Arcos de Valdevez existe um grupo com estas características onde está um pelotão de 35 militares permanentemente nessas instalações; os militares que integram esta sub unidade são dotados de formação especifica de protecção e socorro que os habilita a intervir em diferentes cenários de emergência em todo o território nacional e formação técnico/profissional como forças de segurança que lhes confere a competência e atribuições no âmbito da missão geral da GNR, tendo em permanência equipas de intervenção, protecção e socorro em prontidão operacional durante 24 horas por dia”. 

O vereador com o pelouro da protecção civil na câmara da Covilhã acrescenta que a ideia pode ser candidatada ao novo quadro comunitário pela comunidade intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, atendendo à necessidade de formação específica de meios humanos e aquisição de vários equipamentos “este projecto contempla equipamentos que asseguram a vigilância do ambiente e da natureza, tem meios aéreos não tripulados e pretende-se que ele englobe vários municípios; nessa reunião foi dito pelo presidente da câmara que iria levar a possibilidade de apresentar uma candidatura a fundos comunitários, no âmbito da comunidade intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, por considerar o mesmo de muito interesse. Nesse sentido a câmara, e as outras que aderirem a este projecto no âmbito da CIM, vai enviar um conjunto de informações que foi solicitada para que a GNR elabore um documento de trabalho que possa ser analisado numa próxima reunião”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados