RCB/TuneIn
Sexta, 28 Fev 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
MINAS DA PANASQUEIRA: SINDICATO SURPRESO
Rádio Cova da Beira
A possibilidade da suspens√£o da labora√ß√£o nas Minas da Panasqueira, transmitida pela administra√ß√£o da Sojitz Berat Tin anda Worfram Portugal na passada semana ao munic√≠pio da Covilh√£, surpreendeu o Sindicato dos Trabalhadores da Ind√ļstria Mineira.
Por Paulo Pinheiro em 25 de Mar de 2015

Contactado pela agência Lusa, o porta voz daquela estrutura sindical  afirmou-se "chocado" com a atitude dos responsáveis da empresa, que, segundo diz, não terão comunicado a esta estrutura sindical que a actividade poderia ser suspensa.

"Soubemos pela comunicação social que eles diziam isso. É inadmissível, porque dois dias antes [terça-feira] tinham-nos chamado para uma reunião. Falaram em dificuldades, mas nunca nos disseram que a situação podia chegar ao ponto de parar a produção, muito menos a curto prazo", garantiu.

De acordo com Luís Paulo Mendes, tal "só pode ser sinal" de que se está perante "uma estratégia mal organizada", que pretende "aumentar o clima de medo junto dos mineiros".

O sindicato refere que as informações prestadas pela administração são uma "jogada" relacionada com a negociação dos aumentos salariais.

Nesta altura, como acontece anualmente, empresa e sindicato estão em processo negocial para aumentos salariais. Entre outras reivindicações, o sindicato pede um aumento salarial de 0,7% com o mínimo de 50 euros por trabalhador, contra os 0,5& que foram propostos pelas administração da Sojitz.

O presidente do conselho de administração sublinha que o "mercado é muito atípico e tem de ser acompanhado diariamente, mas se nada mudar seremos obrigados a tomar decisões que serão más para todas a gente. Teríamos de parar a produção", afirma Alfredo Franco. De acordo com este responsável, as constantes quedas do preço do volfrâmio têm provocado "perdas incomportáveis". 

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados