RCB/TuneIn
Sábado, 19 Out 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
PENAMACOR: SOLUÇÃO TÉCNICA ENCONTRADA
Rádio Cova da Beira
No Verão de 2016, o abastecimento de água aos habitantes da zona do sul do concelho de Penamacor deve estar regularizado. É a convicção do presidente do município que resulta da garantia dada pelo presidente da Águas do Zêzere e Côa no final da última assembleia geral da empresa.
Por Paulo Pinheiro em 19 de Mar de 2015

A informação foi prestada, esta quarta-feira, por António Beites a todo o executivo, no decurso da  reunião pública. O autarca revelou que a AZC já tem uma solução para o problema da falta de água, que nos últimos verões tem levantado celeuma junto das populações da zona sul do concelho de Penamacor

" A empresa já tem uma solução técnica para esta matéria. Não podemos garantir que o problema ficará resolvido para este Verão, mas garantidamente as obras avançam este ano e no Verão de 2016 o problema do abastecimento de água no sul do concelho estará resolvido", refere António Beites.

Em breve o concurso público para a empreitada é lançado. Também brevemente, de acordo com o edil, será efectuada a reparação integral dos depósitos da água em Pedrógão de São Pedro, algo que é reclamado pela autarquia daquela freguesia penamacorense.

Na reunião do executivo, o presidente da CMP expressou a esperança de, no mais curto espaço de tempo possível, a proposta do Governo para a redução das tarifas de água e de saneamento no Interior seja provada. Para o autarca, trata-se de uma questão de justiça para com as populações destas zonas do país 

" É uma questão de justiça social. Não faz sentido nenhum pagar tarifas muito superiores às que são pagas na região de Lisboa e Vale do Tejo. A proposta apresentada pelo Ministro do Ambiente é favorável para os municípios do Interior e esperamos que seja concretizada na mais curto espaço de tempo". Refira-se a propósito que o Ministro Jorge Moreira da Silva desloca-se esta sexta-feira ( 20 Março) a Castelo Branco, onde participa num jantar promovido pela comissão política distrital do PSD para falar sobre as políticas do ciclo urbano da água, do crescimento verde e da energia.

Justa seria também uma solução que levasse novamente a água para rega ao Meimão. Há vários anos que a freguesia foi prejudicada com a construção de duas albufeiras, a montante e jusante, Sabugal e Meimoa, tendo os proprietários ficado sem grande parte de terrenos e sem água para os que restaram. Há cerca de dois anos, no âmbito do QREN, a associação de beneficiários da Cova da Beira tinha uma candidatura aprovada par ao efeito, mas a assembleia geral não deu luz verde ficando, desta forma, gorada a hipótese de resolver a situação.

A câmara em conjunto com aquela associação, e após reunião com a directora da DRAP Centro, tentam no "Portugal 20/20" encontrar enquadramento para a obra

"Trata-se um regadio tradicional para regar alguns hectares da freguesia do Meimão  e estamos a estudar as possibilidades existentes nesse programa para efectuar a obra", disse o presidente da CMP, que assegurou ser um processo independente do Regadio da Cova da Beira.

É que o vereador ada oposição, Pedro Folgado, questionou a maioria sobre a possibilidade de Penamacor poder aproveitar o projecto de parceria entre as câmaras municipais do Fundão e de Castelo Branco que pretendem levar o regadio a zona que até aqui não foram contempladas, a sul do concelho do Fundão e a norte do concelho albicastrense.

"Não se trata de alargar o perímetro do regadio da Cova da Beira mas de aproveitar a água de outra albufeira", sustentou António Beites. 

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados