RCB/TuneIn
Quarta, 03 Mar 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
SEM ELEITORALISMO
A governadorea civil de Castelo Branco distribuiu ?s colectividades da Covilh? um apoio financeiro, individual, no valor de 500 euros. Uma ajuda que j? foi concedida a associa??es de outros concelhos faltando apenas Oleiros, Fund?o e Castelo Branco.
Por César Duarte Ferreira & Miguel Malaca em 25 de May de 2009
A recente visita efectuada ao concelho de Belmonte mereceu críticas de Jorge Amaro, vereador da oposição, na autarquia que classificou a atitude de Alzira Serrasqueiro de “eleitoralismo”.

Na Covilhã, confrontada com a acusação, a governadora civil, disse desconhece-la, rejeita-a, e promete, se no próximo ano ocupar o mesmo cargo, toma “a mesma decisão. Não conhecia a acusação, mas se voltar a haver dinheiro, e eu estiver no cargo voltamos a dar esta ajuda. Agora não se fará como antigamente com apoios directos.”

Para Alzira Serrasqueiro, o apoio que o governo civil de Castelo Branco está a dar às associações do distrito, depois de o ter feito na área dos bombeiros e protecção civil, “não pode ter leituras políticas”.

Vitor Rebordão, presidente da junta de freguesia de S. Pedro, que falou em nome das quatro autarquias da cidade, louvou a iniciativa mas lamentou que as colectividades covilhanense tenham estado três anos à espera dessa ajuda.

Mais vale tarde que nunca, os dirigentes associativos sublinharam a importância do gesto sublinhado “que todos os apoios são bem vindos.”

Alzira Serrasqueiro deixou a promessa de uma segunda fase de apoios a colectividades fora do perímetro urbano da cidade, e nomeadamente das associações vocacionadas para os jovens.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados