RCB/TuneIn
Sexta, 15 Dez 2017
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
“ESCOLA ESTÁ A PRAZO”
Rádio Cova da Beira
Dotada de todas as infra estruturas necessárias, o principal problema de S. Vicente da Beira é a falta de gente. Uma situação que, a curto prazo, pode levar ao encerramento da escola “a escola de S. Vicente da Beira está a prazo”, lamenta o presidente da junta em entrevista ao programa “Prova dos Novos” da RCB.
Por Paula Brito em 27 de Feb de 2015
 

Actualmente com 200 crianças e jovens, do pré-escolar ao 9.º ano, a escola tem vindo a reduzir o número de alunos de ano para ano “ S. Vicente da Beira continua a ter escola, o problema é até quando. Nascem ali três ou quatro crianças por ano, o mesmo acontece com outras freguesias vizinhas, e uma escola sem alunos, por mais que nos custe, não é uma escola. Temos que começar a pensar que a escola tem anos, dois, três, quatro anos de vida”.

Outra das preocupações do autarca é o horário de funcionamento do posto da GNR. Dotado de um novo quartel, recentemente inaugurado, Vítor Louro entende que estão reunidas todas as condições para o posto funcionar 24 horas por dia “há uma situação com a qual eu não concordo que é o facto de em muitos dias da semana o posto da GNR fechar às 5h da tarde, só que com a qualidade que aquele edifício encerra já têm condições de fazer outro horário e abrir o posto quando a população mais precisa que é nos fins-de-semana e durante a noite”. Uma preocupação que já fez chegar aos responsáveis desta força de segurança e que espera ver resolvida durante o seu mandato.

Até final do ano é ainda intenção do autarca inaugurar as obras que estão a ser realizadas na Partida, a maior das nove anexas da freguesia “estão em fase de acabamento as obras de calcetamento das ruas e a começar as obras da casa mortuária”.

Outra das obras a decorrer na freguesia e só deverá estar pronta no próximo ano é o calcetamento do caminho do cavaco, na anexa de Casal da Serra. Um caminho panorâmico, de 1.800 metros, que acompanha o percurso da barragem da Gardunha “que deve estar pronta daqui a um ano”.

A localidade que já foi sede de concelho e vila, hoje tem apenas 1.259 eleitores que vivem num território de cerca de 100 quilómetros quadrados, a sul da Serra da Gardunha.  


  Redes Sociais   Facebook

2007—2017 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados