RCB/TuneIn
Segunda, 23 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL√ćTICA
MUDANÇA MOTIVA ESTRANHEZA
Rádio Cova da Beira
Os vereadores da oposi√ß√£o na c√Ęmara da Covilh√£ manifestam estranheza pelo facto de o presidente da autarquia ter procedido √† nomea√ß√£o de um novo presidente para o conselho de administra√ß√£o para a empresa ¬ďADC¬Ē sem a quest√£o ser previamente comunicada ao √≥rg√£o.
Por Nuno Miguel em 27 de Feb de 2015
Na última reunião pública do executivo o vereador da CDU lamentou a situação. Para José Pinto, tratando-se uma empresa municipal o órgão devia ter tido conhecimento prévio da situação e não saber da mudança pelos órgãos de comunicação social “estranhamente eu ouvi na comunicação social que tinha havido uma alteração nos órgãos sociais das «Águas da Covilhã»; eu só tenho pena é que tenha havido oportunidade de nos transmitir isso na reunião privada porque abordámos várias questões relacionadas com as águas e nada nos foi dito quanto a isso e eu acho que o mínimo que se devia ter feito era informar o executivo sobre este processo”.

 

Também Pedro Farromba lamenta a situação. O vereador do “MAC” refere que este é mais um exemplo da falta de informação dos vereadores sobre a actividade das empresas municipais “eu também soube pela comunicação social do que aconteceu e acho que era simpático que fossemos previamente informados, nem que fosse por um telefonema, dessa situação para estarmos informados do que se passa no nosso concelho e aproveito aqui para reiterar o pedido já feito por várias vezes de nos serem apresentados os planos de actividades das empresas municipais”.

 

Vítor Pereira admitiu que existiu um lapso nesta situação. O presidente da câmara da Covilhã admite que devia ter abordado o assunto na reunião privada do executivo antes de proceder à nomeação do novo conselho de administração e assumiu o erro perante o órgão “eu tinha de facto esse assunto nas minhas notas para dar conhecimento ao executivo mas como coloquei o acento tónico na questão macro que é o problema da resolução do contencioso com a «AGS» mas acabei por não o fazer; obviamente que me penitencio por essa situação mas no fundo ela é apenas uma recomposição do órgão em que o anterior administrador executivo passa a assumir a presidência do conselho de administração”.

 

 

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados