RCB/TuneIn
Sábado, 24 Out 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
“DEVIAMOS TER AS PORTAGENS MAIS BARATAS DO PAÍS”
Rádio Cova da Beira
O presidente da câmara do Fundão defende que o valor das portagens na A 23 deve corresponder ao índice do PIB per capita da região. A ideia defendida por Paulo Fernandes numa tertúlia organizada pela delegação distrital daquela estrutura para abordar a temática do turismo.
Por Nuno Miguel em 28 de Jan de 2015

Outras da categoria:

O autarca entende que a região deve continuar a lutar pela abolição das portagens, mas sendo que essa hipótese está longe de ser concretizada, deve ser seguido um outro rumo “no mínimo, como plano B, devíamos ter as portagens mais baratas do país porque essa era a única forma, até em termos de atractividade da região, podermos explicar aos empresários e investidores que é bom investir na região comparativamente com outras regiões; uma vez que a isenção total se afigura muito difícil acho que no mínimo só devíamos pagar, na proporção de preço por quilómetro, de acordo com o PIB per capita da região o que significaria uma redução de quase 50 por cento no valor; acho que era uma forma mais que justa e equitativa mas sem que nós deixemos de lutar para que a abolição das portagens seja uma coisa definitiva”.

Paulo Fernandes desafia as restantes autarquias do distrito a defenderem este caminho, como forma de poder levar a concessionária a introduzir alterações no tarifário “hoje as concessionárias tem alguma margem de manobra relativamente ao tipo de taxas de portagem que podem estabelecer e por isso o repto que fica, que é também dos outros autarcas, de nos voltarmos a sentar e vermos se pode haver aqui algum modelo que vá ao encontro desta pretensão que é uma redução significativa em relação àquilo que actualmente é cobrado”.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados