RCB/TuneIn
Quinta, 12 Dez 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
“NÃO TEMOS QUALQUER DIFERENDO”
Rádio Cova da Beira
O presidente do conselho de administração da “Somague” garante que a empresa já transmitiu a sua posição contratual nas duas situações em que a câmara municipal da Covilhã pretende rever os contratos de concessão.
Por Nuno Miguel em 22 de Jan de 2015

Outras da categoria:

No que diz respeito à posição de 49 por cento do capital social da empresa «Águas da Covilhã», Rui Vieira de Sá refere que essa situação já está a ser tratada pelo consórcio japonês «Marubeni»: “nós vendemos as nossas operações a esse grupo e hoje em dia já não temos nada a ver com isso e todos os diferendos que existiam passaram para o novo concessionário” 
O mesmo se passa em relação ao silo auto da Praça do Município “nós vendemos todos os nossos parques de estacionamento à empresa «n-parques», que está sediada em Lisboa, e portanto também já não temos qualquer relação com a câmara nesse sentido”.
Questionado sobre o tema, o presidente da câmara da Covilhã refere que nas duas situações continuam a existir negociações com os novos detentores da posição contratual. No caso da empresa “Águas da Covilhã”, Vítor Pereira refere que “está a ser feita uma negociação entre os advogados da câmara e da «AGS» no sentido de resolver os diferendos que temos; no entanto nós consideramos que parte das cláusulas do acordo parassocial são nulas, nomeadamente aquelas que se relacionam com a exigência de unanimidade nas deliberações relativas aos tarifários”.  
Já no que diz respeito às negociações com a empresa «N-Parques», que actualmente é detentora da «Bragaparques», o presidente da câmara da Covilhã refere que a questão está a ser analisada por um tribunal arbitral mas reconhece que não se afigura fácil chegar a um entendimento “o anterior executivo chegou a um consenso com a parte contrária no sentido de chegar a um acordo por um valor a rondar os 13 milhões de euros a fasquia está ai e por isso vejam a dificuldade que temos em negociar um valor inferior; temos mantido múltiplas conversas com os responsáveis e os advogados da empresa mas devo confessar que não está nada fácil chegar a um consenso”. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados