RCB/TuneIn
Sábado, 24 Out 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
“PS NO DISTRITO ESTÁ A DORMIR”
Rádio Cova da Beira
Alzira Serrasqueiro diz que o PS, no distrito, anda a dormir. A análise da ex-governadora civil, convidada do programa Flagrante Directo da RCB, ao actual momento político que vive o Partido Socialista, depois das eleições na distrital: “na minha opinião o PS está, em Castelo Branco, completamente a dormir e continua a dormir com a Hortense Martins, tal como eu previa”.
Por Paulo Pinheiro & Dulce Gabriel em 20 de Jan de 2015

Alzira Serrasqueiro explicou ainda os motivos que a levaram a apoiar João Paulo Catarino nas últimas eleições para a federação distrital, em detrimento de Hortense Martins, que recorde-se venceu as eleições contra o actual autarca de Proença a Nova “o meu apoio ao João Paulo Catarino tem a ver com o seguinte: Joaquim Morão só há um, e hoje em Castelo Branco falando com as pessoas já se houve dizer: isto no tempo do Joaquim Morão!, eu nunca tive dúvidas sobre isso, porque já foi assim em Idanha a Nova, querer prolongar o tempo do Joaquim Morão noutras pessoas só porque estavam mais próximas dele, é um erro”.

Alzira Serrasqueiro deixa ainda um olhar crítico à actual liderança da federação distrital do Partido Socialista “eu não tenho visto na deputada Hortense Martins muito mais do que a defesa do turismo, ela é uma voz interessadíssima na defesa do turismo mas não tenho visto muito mais do que isso. Agora, tem capacidades para ser líder? Ainda não mostrou, temos que avaliar, daqui por um ano e meio vai haver eleições outra vez e se até lá demonstrar que é uma excelente líder da federação ter-me-á do lado dela”.

Alzira Serrasqueiro deixou ainda um recado para o interior do PS “acho que cada um deve olhar para si e saber o tamanho do sapato que calça, nunca devemos aspirar mais do que aquilo que temos, e às vezes vejo nesta gente mais nova que agora tomou conta da federação de Castelo Branco muito apetite pelo poder sem grande consistência ideológica, e é importante que as pessoas a tenham, não é indiferente estar no PSD ou no PS, porque então eu quando estava chateada votava no PSD e eu não voto nunca no PSD”.

Em entrevista ao programa Flagrante Directo da RCB, a antiga governadora civil do distrito garante que vai continuar atenta mas descartou de vez a possibilidade de voltar a ocupar cargos públicos.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados