RCB/TuneIn
Quinta, 21 Nov 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
CDU DÁ NEGA A VÍTOR PEREIRA
Rádio Cova da Beira
A CDU confirma o desejo manifestado por José Pinto em entrevista à RCB de não aceitar convite para assumir a tempo inteiro vereação na CMC. Em conferência de imprensa, a CDU da Covilhã considerou “extemporâneo” o convite de Vítor Pereira, passados 15 meses de mandato e depois da CDU se ter mostrado disponível, logo no início, para entendimentos.
Por Paula Brito em 23 de Dec de 2014

A CDU considera ainda “estranha e reveladora de incoerência política” a proposta de Vítor Pereira convidando simultaneamente o vereador do PSD e da CDU. Um factor que, não sendo determinante, pesou na decisão “sim, porque mostra claramente que não há uma estratégia bem definida para o desenvolvimento do concelho, porque se houvesse seria pouco provável poder haver entendimentos desta natureza, mas este não foi o factor determinante, a questão é que este executivo tem tomado uma série de opções com as quais nós não podemos concordar”. Mónica Ramôa deixa alguns exemplos “a estrutura de organização dos serviços à medida do PS, as responsabilidades assumidas com colectividades e juntas de freguesia, para o mandato, das quais se desconhecem ou não se compreendem os critérios de atribuição, as responsabilidades assumidas, quando existem alternativas, nas rendas a pagar ao condomínio do Sporting, no processo do Montalto, entre outros”.

A Coligação Democrática Unitária da Covilhã não quer ficar associada a esta governação socialista que tem executado “a sua política desenraizada de uma estratégia de desenvolvimento”.

Recordando que sempre esteve disponível para o diálogo, convergência e discussão com a maioria eleita “mesmo sem pelouro”, a CDU compromete-se a continuar a ser uma oposição “construtiva” e não de “bloqueio ao efectivo desenvolvimento da Covilhã.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados