RCB/TuneIn
Quinta, 18 Jul 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL√ćTICA
"CAMBALACHO SECRETO ENTRE GOVERNO E SCMF"
Rádio Cova da Beira
√Č o que considera a Uni√£o dos Sindicatos de Castelo Branco (USCB) ap√≥s a not√≠cia de que o Hospital do Fund√£o iria ser dado √† Santa Casa da Miseric√≥rdia fundanense, Em comunicado, aquela estrutura sindical promete opor-se "com todas as suas for√ßas √† concretiza√ß√£o destas negociatas obscuras, secretas e atentat√≥rias do er√°rio p√ļblico".
Por Paulo Pinheiro em 19 de Dec de 2014

 A USCB apela a todas forças políticas, à Câmara Municipal, à direcção do Centro Hospitalar da Cova da Beira, aos trabalhadores do Hospital do Fundão e à população em geral para que "se mobilizem e movimentem para travar um negócio que só é bom para os que só sabem viver com o dinheiro dos contribuintes".

A União recorda a posição do presidente da CMF ( não sabia da assinatura do compromisso de entrega) e da direcção do CHCB (que nunca foi contactada por qualquer estrutura do Ministério da Saúde para dar parecer, esclarecer ou ter envolvimento no processo da cedência à Santa Casa Misericórdia do Fundão da gestão do hospital fundanense) para tirar a conclusão

"Estamos assim perante um cambalacho feito, secretamente entre o governo e a Santa Casa do Fundão, nas costas dos eleitos autárquicos, da Administração do Centro Hospitalar da Cova da Beira e das populações".

 

De acordo com a USCB, o que está em causa é, não da devolução do hospital à SCMF, dar aos privados  um hospital com novas instalações, construído e apetrechado recentemente.

 


"Percebe-se agora melhor a razão por que foram sendo retiradas valências e especialidades e suprimidos horários de atendimento do Hospital do Fundão e talvez esteja aqui o segredo para a ausência de resposta para a criação da Unidade de Medicina Nuclear no Fundão", afirma a direcção daquela estrutura sindical.

 

Para a União de Sindicatos de Castelo Branco, a misericórdia do Fundão tem todo o direito a querer um hospital.

"Mas, se o quer, tem que o construir a expensas suas e não com o dinheiro dos contribuintes", conclui.

 

 

 

 

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados