RCB/TuneIn
Segunda, 08 Mar 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
CMC APROVA ORÇAMENTO
Rádio Cova da Beira
34 milhões e 700 mil euros. É este o valor do orçamento da câmara municipal da Covilhã para o próximo ano. Os documentos foram aprovados por maioria em reunião de carácter extraordinária do executivo. Apenas o vereador do movimento “Acreditar Covilh㔠se absteve na votação.
Por Nuno Miguel em 31 de Oct de 2014

Outras da categoria:

Pedro Farromba (MAC) – “Esta abstenção pode ser lida como um voto de confiança e de esperança neste executivo; tem uma parte que me preocupa que é a questão do fraco investimento que vamos ter no próximo ano sem o lançamento de novas obras mas que contempla, e esse é o lado positivo, uma antecipação das verbas a receber pelas juntas de freguesia o que vem acabar por reforçar os seus orçamentos”.

Nélson Silva (vereador independente) – “Na minha opinião é um orçamento realista, prudente e que está adequado à situação financeira do município e onde, de alguma maneira, o investimento teve de ser relegado para segundo plano pois não nos podemos esquecer que o serviço da dívida para 2015 corresponde a qualquer coisa como cinco milhões e 300 mil euros”.

Joaquim Matias (PSD) – “Há aspectos que considero extremamente positivos que tem a ver com o aumento, não muito significativo, para as contratualizações com as juntas de freguesia e também para áreas fundamentais como a educação e a acção social e naturalmente que isso pesou na decisão de votar a favor”.

José Pinto (CDU) – “Há questões fundamentais que ficaram salvaguardadas neste orçamento, por exemplo na área da educação conseguimos que os auxílios económicos já fizessem parte do documento; o orçamento deixou de estar tão inflaccionado como o do ano passado onde se foi à procura de tudo para tentar realizar dinheiro para depois justificar os valores definidos”.

Vítor Pereira (presidente da CMC) – “Este é efectivamente o orçamento possível no contexto de dificuldades económicas do país e em particular do nosso concelho; temos uma redução de oito milhões de euros em relação ao de 2014 mas é a primeira vez nos últimos 20 anos que a câmara da Covilhã tem um orçamento realista, estamos a trabalhar com rigor, credibilidade e sem fantasias porque não queremos vender ilusões aos covilhanenses e apresentar um orçamento de muitos milhões e que depois na prática se iria constatar que não se executaram”.  


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados