RCB/TuneIn
Terça, 23 Jul 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
“DE PEQUENINO SE TORCE O PEPINO”
Rádio Cova da Beira
Um adágio popular que se aplica por inteiro à iniciativa “ABC do AVC” que o centro hospitalar da Cova da Beira promoveu para assinalar o dia nacional do doente vítima de acidente vascular cerebral.
Por Nuno Miguel em 30 de Oct de 2014

A iniciativa reuniu perto de 300 alunos de vários agrupamentos de escolas da região que ao longo das últimas semanas realizaram trabalhos relacionados com o acidente vascular cerebral e que os apresentaram publicamente do dia do doente com AVC. Uma forma diferente de assinalar a data, até porque o grande objectivo passou por sensibilizar os jovens para esta temática.

Ricardo Cheng, director da unidade de AVC do centro hospitalar da Cova da Beira sublinha que “os jovens são o nosso futuro e a passagem de informação que estas crianças vão fazer para a comunidade é muito eficaz e não queremos que este tipo de acções fiquem só dentro da escola e esperamos que eles passem a palavra e que possam educar também todos os adultos que estiverem por perto”.

No ano passado a unidade de AVC do centro hospitalar da Cova da Beira tratou 386 pessoas: A nível nacional a tendência das últimas décadas aponta para uma diminuição da mortalidade, mas o problema tem uma incidência ainda muito elevada “neste momento estima-se que o problema afecte 19 mil pessoas todos os anos a nível nacional e daí que a educação e a prevenção continuam a ser as melhores formas de travar o aparecimento desta doença”.

Inês Figueira, aluna do agrupamento de escolas “Gardunha e Xisto” foi uma das participantes nesta iniciativa e a lição foi bem estudada “aprendi que devemos fazer desporto, não devemos ficar sentados a ver televisão e a jogar vídeo-jogos como gostamos muito não devemos fumar nem beber e devemos comer comida saudável e abdicar um pouco das batatas fritas porque tudo isto nos pode ajudar a prevenir um AVC”.  

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados