RCB/TuneIn
Terça, 09 Mar 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
PENAMACOR:SANEAMENTO FINANCEIRO PARA PAGAR ÁGUA
Rádio Cova da Beira
A câmara municipal de Penamacor pondera recorrer a um mecanismo extraordinário de regularização do passivo. Trata-se de uma operação de saneamento financeiro, no valor de quatro milhões de euros, para liquidar a dívida do município à empresa Águas do Zêzere e Côa. A decisão será tomada em breve.
Por Paula Brito em 24 de Oct de 2014

“Estamos a ponderar de facto recorrer a mecanismos extraordinários de regularização do passivo acima de tudo para resolver este problema das águas, porque 4 milhões de dívida de água a curto prazo pode criar-nos um problema financeiro, é uma decisão que iremos tomar nas próximas semanas”.

 Em entrevista à RCB, António Beites explica em que consiste esta operação financeira “não tem implicação para os municícipes, a autarquia não aumenta a sua dívida, apenas transformamos dívida de curto em médio e longo prazo, até porque para estarmos aptos para o próximo quadro comunitários temos que ter fundos disponíveis para o lançamento de obras, este é o constrangimento que temos. Não se trata de um constrangimento de tesouraria porque a câmara municipal paga a pronto pagamento neste momento, mas temos de facto um problema de fundos disponíveis”.

Um problema que, segundo o autarca, está a condicionar a estratégia futura do executivo. A operação de saneamento financeiro vai permitir liquidar a dívida à empresa Águas do Zêzere e Côa que representa metade do actual passivo do município “neste momento a CMP tem 8,5 milhões de dívida, quase metade é dívida da água, temos cerca de meio milhão de dívida a fornecedores, o restante está dividido em contratos de factoring e em empréstimos de médio e longo prazo”.

As contas do município de Penamacor, que segundo António Beites, reduziu no último ano o passivam em dois milhões de euros. 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados