RCB/TuneIn
Quinta, 18 Out 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
REL√ćQUIA EM ALPEDRINHA
Rádio Cova da Beira
No distrito de Castelo Branco √© o √ļnico em funcionamento, e em Portugal existem ‚Äúpouco mais de meia d√ļzia‚ÄĚ. A RCB foi conhecer o √≥rg√£o de tubos que a igreja matriz da vila guarda religiosamente e que ainda se ouve na missa de domingo.
Por Paula Brito & Paulo Pinheiro em 30 de Sep de 2014

É o único que continua a tocar no distrito de Castelo Branco, na missa ao domingo ou em concertos. Nos escritos de António Salvado da Mota é já feita uma referência a este órgão, colocado a uma altura de 3,5 metros “consta que o órgão foi comprado pelo grande benemérito Frei Maurício Inocêncio da Costa Castelo Branco e por ele oferecido à igreja, custou 800 mil reis”.  Desconhece-se o ano do órgão mas a primeira referência feita nos livros da Irmandade do Santíssimo é relativa à despesa, em 1798, de cerca de 450 mil reis para dois músicos e tocador do órgão.

Um órgão ibérico que se distingue dos restantes por uma característica especial “tem umas cornetas frontais que os outros não têm, tem um som característico e um repertório próprio do Séc. XVII e XVIII, que já este ano foi tocado no âmbito do festival de música antiga”.

Carlos Ventura, professor de música e autarca de Alpedrinha, entende que este órgão deve ser mais uma peça de promoção da vila de Alpedrinha onde ainda há muita gente que sabe tocar “este instrumento histórico”.   


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados