RCB/TuneIn
Segunda, 22 Jul 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
“SERVIÇO É DE QUALIDADE”
Rádio Cova da Beira
O presidente da câmara municipal do Fundão mostra-se satisfeito com o trabalho realizado pela FCC Aquália no concelho. Numa altura em que decorre o processo de renegociação do contracto estabelecido entre ambas as partes.
Por Paulo Pinheiro em 30 de Sep de 2014
Foi há cerca de um ano que o processo de renegociação começou, a primeira proposta foi reprovada pela Entidade Reguladora de Águas e Resíduos (ERSAR), decisão encarada com naturalidade “pois estes processos são longos e exigentes”, refere o autarca fundanense.

Recorde-se que em Fevereiro o tribunal de Contas divulgou uma auditoria às concessões de água na qual recomendava um corte de 10% na remuneração accionista de vários operadores e a eliminação de cláusulas que transferiam os riscos exclusivamente para as autarquias.

No caso do Fundão, o documento apontava o risco de negócio da concessionária como extremamente reduzido ou quase nulo e mantinha uma cláusula jurídica “que permitir a transferência de risco financeiro para o concedente casa haja uma alteração superior a cinco por cento do valor médio anual do indexante Euribor”.

Na semana passa, Artur Vidal, administrador de produção e desenvolvimento do grupo espanhol em Portugal referia que a renegociação com o Fundão pode estar concluída nos primeiros meses de 2015, estando também dependente do Tribunal de Contas, ERSAR e CMF.

O município do Fundão desde a primeira hora que pretende ultrapassar as questões colocadas pelo TC, mas para o edil do Fundão o trabalho prestado pela Aquália no concelho é de qualidade e as melhorias são notórias

“Todos sentimos, as rupturas diminuíram brutalmente, o tempo de resposta é quase imediato. Creio que, de uma forma geral, o serviço e a qualidade melhoraram e há cada vez menos pessoas a não pagarem água, um problema que se arrastava há vários anos”, sublinha o presidente da autarquia.

Paulo Fernandes recorda “o grande investimento” efectuado, nos últimos anos, em infra-estruturas nesta área no concelho, um plano para continuar

“Queremos continuar esse quadro de investimento, Ainda temos zona periurbanas, na cidade e em alguns bairros de freguesias, que carecem de saneamento e, por isso, mais que contrapartidas é preciso continuar o pleno de investimento”, afirma o autarca fundanense.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados