RCB/TuneIn
Sexta, 06 Dez 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
DUAS MIL ASSINATURAS EM DEFESA DAS MATERNIDADES
Rádio Cova da Beira
A ausência de incentivos à fixação de médicos no interior do país é uma forma “capciosa” do governo aplicar a portaria, publicada em Abril, de classificação e organização da rede hospitalar. A leitura de Luís Garra no seminário de encerramento da semana que a União dos Sindicatos dedicou à defesa do Serviço Nacional de Saúde e que permitiu a recolha de duas mil assinaturas em todo o distrito.
Por Paula Brito em 24 de Sep de 2014

"Uma das formas de aplicar a portaria é não criar medidas de incentivo à fixação de médicos no interior, as especialidades por natureza acabam e portanto está resolvido o problema, é uma força capciosa e cínica de levar à prática uma portaria que é absolutamente penalizadora para a região”.

Luís Garra deixa como exemplo o fim de algumas especialidades na região por falta de médicos a otorrinolaringologia “deixou de existir não é porque fosse eliminada das especialidades deste hospital, é porque não há especialistas, o conselho de administração já veio chamar a atenção que é necessário criar um sistema de incentivos à captação e fixação de especialistas porque senão, os hospitais do interior, como este, correm o risco de quererem preencher vagas e não conseguirem, o conselho de administração, neste caso concreto, faz o que lhe é possível”.

Já o governo, segundo Luís Garra, faz o possível para colocar em prática a portaria de reorganização da rede hospitalar, e nem as palavras do secretário de estado da saúde na Covilhã, garantindo que não iria encerrar nenhuma maternidade ou serviço na região, deixa descansado o dirigente sindical. É que para Luís Garra, a palavra daquele governante “vale zero, porque veio aqui dizer que estejam descansados que nada cá acaba, e entretanto publicou uma nova portaria a nomear uma comissão técnica que tem por função apontar qual é a rede que vai acabar, à luz da tal portaria que ele veio dizer que não se aplicava aqui”.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados