RCB/TuneIn
Sábado, 14 Dez 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
270 MIL EUROS DE INVESTIMENTO
Rádio Cova da Beira
A câmara municipal da Covilhã aprovou por unanimidade a atribuição dum conjunto de nove apoios financeiros a várias associações do concelho.
Por Nuno Miguel em 23 de Sep de 2014

O grupo desportivo da Mata recebe 50 mil euros para apoiar a realização de obras da sua sede social. Para a mesma finalidade o Oriental de São Martinho, o GIR do Rodrigo e o Académico dos Penedos Altos vão receber 40 mil euros cada uma. Já o Unidos do Tortosendo recebe um apoio de 30 mil euros para apoiar a realização das suas várias actividades desportivas. Este conjunto de apoios contempla ainda 30 mil euros para a realização de obras na sede da Casa da Covilhã em Lisboa, 10 mil euros para comparticipar a construção do centro interpretativo de artes tradicionais do rancho folclórico da Boidobra, 15 mil euros para a compra de equipamentos do lar do Dominguiso e outros 15 mil para trabalhos de arranjo exteriores na sede do centro social e cultural de Santo Aleixo, em Unhais da Serra.

O vereador do PSD votou a favor da atribuição destes apoios, por considerar que eles podem dar um impulso a uma maior dinamização dos clubes. No entanto Joaquim Matias alerta para a necessidade de monitorizar a forma como estes apoios plurianuais vão ser aplicados “faço votos para que à semelhança do que acontecia no passado possa existir uma avaliação daquilo que é feito uma vez que os dirigentes associativos sabem que é fácil elaborar um plano de actividades mas depois passar à prática já é mais difícil uma vez que nem sempre se executa na integra tudo aquilo que é comunicado à câmara municipal”.

As propostas mereceram também o voto favorável do vereador da CDU. No entanto José Pinto voltou a alertar para a necessidade de vir a ser criado um novo regulamento de apoio às colectividades e associações do concelho “eu continuo a pensar que, se calhar, estou a criar injustiças em relação à associação A ou B face ao critério que aqui está subjacente; não quero que os dirigentes associativos interpretem que exista aqui qualquer má vontade mas apenas uma vontade de que se faça um julgamento correcto em relação a todos os apoios que venham a ser atribuídos pela autarquia”.

Na resposta o presidente da autarquia refere que todas as associações do concelho estão a ser tratadas de forma igualitária e sem discriminação. Vítor Pereira assume que “todos nós gostávamos que os apoios fossem muito mais elevados; procurámos de alguma forma dar uma resposta às situações em que há mais necessidades e penso que se trata dum apoio importante uma vez que ele é plurianual mas se tivermos folga orçamental estamos disponíveis para reforçar o apoio não só a estas mas também a outras associações”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados