RCB/TuneIn
Sábado, 20 Jul 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
“DESILUSÃO”
Rádio Cova da Beira
Numa só palavra, a presidente da junta de Aldeia de S. Francisco de Assis definiu o primeiro ano de mandato da câmara da Covilhã, na última assembleia municipal. Para além da ainda não ter tido a visita do executivo, Joana Campos recorda que a estrada municipal 512 continua na mesma. Vítor Pereira lamenta a postura da autarca.
Por Paulo Pinheiro & Paula Brito em 12 de Sep de 2014

Outras da categoria:

Acabaram as desculpas, diz a autarca, disposta a apoiar qualquer medida que a população entenda tomar para reivindicar o arranjo da estrada “lamento que passado quase um ano o problema não tenha sido resolvido, não aceito a desculpa que houve problemas técnicos que tiveram que ser resolvidos, não aceito a desculpa de prazos a cumprir, não podemos continuar agarrados ao passado, lembro V. Exa. Que a referida estrada é a terceira vez que é posta a concurso pela câmara municipal, deve ser a estrada do concelho que mais levantamentos topográficos tem, Sr. Presidente, lamento informar que a partir deste momento apoiarei qualquer medida que aquela comunidade mineira pretenda tomar para que o problema da EM 512 seja resolvido”.

 

Uma postura lamentada por Vítor Pereira. O presidente da autarquia covilhanense recorda que esta foi uma das primeiras medidas que tomou quando chegou à presidência da câmara da Covilhã “uma coisa é ter razão de queixa, outra coisa é queixarem-se da actuação deste executivo, porque foi a primeira decisão que tomei, fazendo justiça às gentes do sul que sempre foram esquecidos porque havia lá poucos votos, e esta é uma obra complexa, com um procedimento que não é fácil, está eivada de outros problemas que vêm do passado e que me escuso aqui de referir e eu gostava de ter visto, quer a Sra. Presidente quer o anterior presidente da Aldeia de S. Francisco de Assis, ter esta contundência com o meu antecessor, fizeram-no na recta final do mandato mas durante 19 anos andaram calados.”

 

Vítor Pereira não especificou os problemas nem avançou com datas, mas incluiu esta nas obras que o executivo

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados