RCB/TuneIn
Quarta, 03 Mar 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
JANEIRO DE CIMA RECEBE MARIA JOÃO E OS OGRE
Rádio Cova da Beira
No âmbito do XJAZZ – ciclo de jazz das Aldeias do Xisto, Janeiro de Cima (Fundão) recebe, no próximo dia 28 de Setembro, um concerto de Maria João com os Ogre. Trata-se de um concerto comemorativo do Dia Internacional dos Rios e que promete encantar a aldeia de Janeiro de Cima com a música poderosa de Maria João e dos Ogre. Jazz e música eletrónica numa simbiose perfeita!
Por Paulo Pinheiro em 11 de Sep de 2014
Tendo como base o álbum “Eletrodoméstico”, Maria João e os Ogre cruzam o jazz com a música eletrónica, citando outras influências.

 

Neste espetáculo, um projeto único em Portugal, destacam-se várias vertentes sonoras - drum’n’bass, dub, “electro”, “8-bit music” e eletroacústica – que têm como base não só composições originais como também adaptações muito próprias de conhecidos temas da música pop/rock e do jazz. E esta música não se limita aos elementos lusófonos, nem ao jazz, nem à eletrónica já que transforma todas estas abordagens noutras realidades e experiências, combinando referências à música popular portuguesa, africana e brasileira e até oriental. Um espetáculo em vários estilos, diferentes línguas, sem barreiras e preconceitos. 

 

O concerto de Maria João, que se faz acompanhar pelos músicos João Farinha (fender rhodes e sintetizadores), Júlio Resende (piano), Joel Silva (bateria) e André Nascimento (eletrónica e teclados), realizar-se-á na aldeia de Janeiro de Cima (Fundão) pelas 21 horas e está inserido no âmbito das comemorações do Dia Internacional dos Rios. 

 

Para Rui Simão, coordenador da ADXTUR – Agência para o Desenvolvimento Turístico das Aldeias do Xisto, «o concerto de Maria João e os Ogre será uma verdadeira surpresa musical neste cartaz do XJazz. Todos conhecemos o talento da Maria João e ter esta sua performance nas Aldeias do Xisto é para nós uma grande honra. Será também uma oportunidade de assistir a um concerto único em termos de sonoridade e versatilidade de estilos.» 

 

Até ao final do ano o cartaz do “XJazz – Ciclo de Jazz das Aldeias do Xisto” apresenta ainda uma série de concertos, que incluem também quatro residências artísticas. Já na sua terceira edição, este evento, conforme sublinha Rui Simão «destaca-se pela conciliação das dimensões artística com a estratégia de desenvolvimento das Aldeias do Xisto (AX), em particular no apoio à criação artística emergente do contexto local, social e cultural, aproveitando o carácter singular das AX para explorar conceitos, perceções e afetos de entendimento universal. Em conjunto com estas residências traremos às AX um conjunto de espetáculos de qualidade apresentados em lugares improváveis que marcarão todos os intervenientes».  


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados