RCB/TuneIn
Sexta, 23 Out 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
MAGISTRADO AFASTADO COMPULSIVAMENTE
Rádio Cova da Beira
O Conselho Superior de Magistratura condenou o juiz Jorge Martins, que durante nove anos presidiu ao tribunal de Castelo Branco, à pena disciplinar de aposentação compulsiva. Jorge Martins recorreu ao Supremo Tribunal de Justiça.
Por Paula Brito em 25 de Aug de 2014

A notícia é avançada pelo Correio da Manhã que cita uma nota enviada ao jornal pelo Conselho Superior de Magistratura onde é justificada a condenação “pela infracção disciplinar consubstanciada na violação com acentuada negligência, do dever de prossecução do interesse público e de especificamente manter a confiança dos cidadãos no funcionamento dos tribunais.”

Segundo o diário, o processo disciplinar baseou-se no trabalho que o magistrado desenvolveu entre 2009 e 2012, tendo ficado provado que o juiz cometeu atrasos de centenas de processos e que se ausentava de forma injustificada do tribunal. O magistrado chegava também a levar mais de três anos a redigir as sentenças.

No processo disciplinar, Jorge Martins admite que teve um mau desempenho profissional, alegando que tal se deveu ao facto de se ter divorciado e que entrou numa espiral depressiva.

Jorge Martins é o caso mais recente dos oito juízes que segundo o título da notícia do Correio da Manhã foram forçados a abandonar os tribunais desde 2011 devido, essencialmente a atrasos em processos judiciais e à fraca produtividade.

Foto: Reconquista 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados