RCB/TuneIn
Terça, 07 Abr 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
O QUE UNE E SEPARA OS CANDIDATOS À LIDERANÇA DO PS DISTRITAL
Rádio Cova da Beira
Para João Paulo Catarino as diferenças estarão na personalidade de cada um porque os princípios são os mesmos - os do Partido Socialista “eu julgo que a grande vantagem é que terei condições para ser uma voz acutilante e sobretudo para fazer as pontes entre o norte e o sul do distrito, entre os concelhos mais pequenos e os concelhos maiores”. Hortense Martins deixa a tarefa de descobrir as diferenças para os militantes, mas em relação à sua candidatura adianta “ eu já estou no partido, não há dois dias, nem há três, mas há muitos anos e tenho um trabalho que penso que os militantes, e não só, reconhecem”.
Por Paula Brito em 18 de Aug de 2014
 

“Por um PS forte e solidário” é o lema da moção da deputada  que  quer unir o partido em torno das prioridades para o distrito de Castelo Branco “essas prioridades têm que advir da discussão que nós entendamos fazer” , e deixa exemplos “o IC 31 é a ligação fundamental a Madrid e à região centro, é aceitável que este projecto seja abandonado? Ou o que é reivindicado em termos do IC6? ou por exemplo os benefícios à interioridade que eu também protestei quando o governo fez esse corte, na altura, como questionei o governo sobre a suspensão da construção da barragem do Alvito”.

Os projectos essenciais para o distrito não dividem os dois candidatos, a diferença está na forma como pensam defendê-los. João Paulo Catarino propõe uma carta de compromisso com todas as estruturas distritais dos partidos com assento parlamentar onde constem os principais projectos, prioridades e estratégias de desenvolvimento para o distrito de Castelo Branco “a nossa intenção é criar uma carta de compromisso onde venhamos a defender essas questões, independentemente do partido que esteja no poder”.

A proposta faz parte da moção estratégica “Dinamizar o PS, fortalecer o distrito” que sustenta a candidatura do presidente da câmara de Proença-a-Nova à liderança da federação distrital do Partido Socialista.

Ambos pretendem modernizar a federação na forma como chegam aos militantes através das novas tecnologias de informação. João Paulo Catarino quer duplicar o número de militantes do distrito, “o PS já teve dois mil militantes, pretendemos retomar esse número, envolvendo os militantes como aconteceu com a moção que está por detrás da minha candidatura”.

Hortense Martins propõe ainda um PS Solidário “a solidariedade tem que se dar pela aplicação do investimento na coesão territorial de Lisboa para Castelo Branco, como de Castelo Branco para o Fundão e do Fundão para as aldeias”. 

As eleições para a liderança da federação distrital do PS estão marcadas para o próximo dia 6 de Setembro. Altura em que serão também eleitos os delegados ao congresso distrital que vai estar reunido no dia 20 desse mês em Castelo Branco. Os dois candidatos contam ter lista de delegados em todos os concelhos do distrito.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados