RCB/TuneIn
Sábado, 21 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
“COMEÇO A DESCONFIAR DE UM ACORDO”
Rádio Cova da Beira
José Pinto suspeita dum entendimento entre PS, PSD e CDS/PP com o objectivo de conseguir a realização de eleições intercalares na freguesia da Boidobra.
Por Nuno Miguel em 29 de Jul de 2014

Na última reunião pública do executivo covilhanense o vereador da CDU não calou a sua indignação pelo facto de a autarquia covilhanense ter condições para lançar as empreitadas de alargamento da rua à sede da junta de freguesia e de requalificação da antiga empresa “Dibeira” e até agora não o ter feito.

Para José Pinto só há uma razão para isso “se calhar a câmara está à espera que haja eleições e que o pseudo independente do PS as ganhe; aliás eu recordo-me que o senhor vice presidente da câmara me disse um dia que nunca iria apoiar uma lista de independentes; eu sei que o senhor presidente não gosta de ouvir as verdades porque eu começo a desconfiar que o caos que se criou na Boidobra é resultado dum acordo entre o PS, o PSD e o CDS”.

Críticas que o presidente da câmara da Covilhã desvaloriza. Vítor Pereira garante que vai continuar a assumir uma postura de independência em relação às eleições intercalares na Boidobra “ o senhor está com uma fixação terrível em relação a esse assunto uma vez que está toda a gente a querer distanciar-se desse problema, que é uma questão local, e o senhor ainda não me viu lá travar nenhum combate político; nós aqui não devemos imiscuir-nos no trabalho que cada uma das forças políticas está a fazer na Boidobra, há lá eleições e quem lá está é que decide”.

As eleições intercalares para a freguesia da Boidobra estão marcadas para o próximo dia sete de Setembro. 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados