RCB/TuneIn
Sexta, 21 Fev 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
PROTESTO NÃO VAI TERMINAR
Rádio Cova da Beira
Lu√≠s Garra deixa um forte apelo √† mobiliza√ß√£o das popula√ß√Ķes e autarquias do distrito para se associarem √† manifesta√ß√£o nacional de contesta√ß√£o ao encerramento de escolas que decorre amanh√£ em Lisboa.
Por Nuno Miguel em 23 de Jul de 2014

O coordenador da união de sindicatos de Castelo Branco considera que é fundamental não baixar os braços perante a decisão do governo em avançar com o encerramento de escolas do primeiro ciclo e garante que a luta não vai terminar “o apelo que nós deixamos é que as juntas de freguesia que ainda se encontram numa situação de incerteza ou onde o ministério indicou o seu encerramento se associem, tal como as populações, a esta iniciativa para levarem o protesto das suas freguesias ao ministério da educação”.

Em conferência de imprensa, o coordenador da união de sindicatos manifestou ainda a sua solidariedade em relação à posição das autarquias que avançaram com providências cautelares para travar o encerramento de escolas, mas considera que isso pode não ser suficiente para travar a decisão do governo “porque o governo assenta sempre a contestação às providências cautelares numa ideia chave que é a defesa do interesse público; ora o que tem que ficar demonstrado é que o interesse público não é o interesse do governo mas sim o interesse das pessoas”.

Luís Garra acrescenta que a estrutura sindical vai continuar a circular um abaixo assinado contra o encerramento de escolas e que neste momento, só no distrito de Castelo Branco, já conta com mais de duas mil assinaturas. O coordenador da USCB sublinha que assim que existiram outras condições políticas em Portugal aquela estrutura sindical vai exigir a reabertura das escolas que o actual governo vai encerrar.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados