RCB/TuneIn
Sábado, 20 Jul 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
“TEMOS QUE SER MAIS ÁGEIS”
Rádio Cova da Beira
É desta forma que o vereador da CDU na autarquia reage às declarações de Vítor Pereira na última reunião da assembleia municipal em que o autarca afirmou que ainda não foi possível proceder à diminuição dos tarifários da água uma vez que desde 2010 que não foi elaborada qualquer acta das reuniões da assembleia geral das “Águas da Covilhã”.
Por Nuno Miguel em 20 de Jul de 2014

Outras da categoria:

Na última reunião pública do executivo José Pinto referiu que “não entendo muito bem isso; então se nós não concordamos que o acordo parassocial faça parte do documento feito pelo anterior executivo e não conseguimos colocar a assembleia geral a funcionar duma forma tão célere quanto possível e que isso torne viável retirar algum valor ao custo da tarifa da água ?” interroga.

O eleito da CDU acrescenta que “parece que por um lado é o dinheiro, por outro são os documentos que não estão actualizados, são as actas que não se fazem; eu acho que temos de dar mais corda aos sapatos e ser mais céleres e eficazes no dia a dia”.  

Na resposta o presidente da autarquia refere que a resolução do problema tem de cumprir um conjunto de requisitos legais “não foram os actuais titulares dos órgãos que estiveram presentes naquelas reuniões e por isso não podemos substituir-nos a eles para fazer as actas e por isso é que os advogados estão a tentar encontrar uma solução para suprir uma inexistência de actas da assembleia geral que remonta a 2010”.

Vítor Pereira tornou ainda público o conteúdo duma carta, recebida no passado mês de Maio, em que a advogada do parceiro privado que detém 49 por cento do capital social da “ADC” faz o ponto de situação em relação às actas, que não estão elaboradas desde 2010. Já em relação ao acordo parassocial o autarca afirma que “o aconselhamento técnico-juridico que a câmara já recebeu é de que ele não é nulo na sua totalidade mas apenas em algumas das suas cláusulas e isso ainda torna mais complexa a resolução deste problema”.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados