RCB/TuneIn
Terça, 16 Jul 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
BENFICA E C.BRANCO-0 SPORTING POMBAL-2
A equipa do Sporting de Pombal demonstrou atravessar um bom momento e nesta desloca??o a Castelo Branco venceu e convenceu. M?rito para o esquema t?ctico que Fernando Mateus montou e que resultou na perfei??o. Anuladas que foram as principais pe?as do xadrez de Nuno Fonseca, especialmente na transi??o defesa/ataque, o Pombal soube depois gizar o seu jogo assente na mobilidade e imprevisibilidade dos seus homens mais avan?ados no terreno, o que acumulado ? solidez defensiva resultou num dom?nio quase constante sobre os donos do terreno.
Por Jo√£o Perquilhas em 11 de Apr de 2009

O jogo até principiou bem para o Benfica da Beira Baixa que logo no primeiro minuto dispôs de uma soberana oportunidade de golo. Fixe com um trabalho fantástico na esquerda ganhou a linha de fundo e daí cruzou tenso para Tiago Tavares rematar de primeira para uma defesa estupenda de Nuno Viseu a negar autenticamente o golo.

Este lance não atemorizou os visitantes que responderam de imediato, mas ao bom lance desenvolvido por Thiago Farias pela direita nenhum companheiro seu conseguiu chegar a tempo de emendar. O alerta estava lançado e obrigava a cuidados redobrados por parte das defensivas, face à parada e resposta que então se verificava.

De bola parada os da casa voltavam a estar perto do golo decorridos que estavam 12 minutos. Miguel Vaz bateu um livre para a área forasteira onde o capitão Ricardo António cabeceou como mandam as regras, mas a bola acabou por sair ligeiramente ao lado.

A surpresa veio depois… Aos poucos a teia montada pelo treinador do Pombal apertava mais, impedindo que a circulação de bola e organização ofensiva albicastrense funcionassem, e impelidos pelo vento nas costas instalavam-se no meio campo contrário. Aos 16`Rocha com um remate do meio da rua obrigava Hélder Cruz a grande defesa junto do seu poste direito, e quatro minutos depois seria Ricardo António a salvar sobre a linha de golo um forte remate de Leandro. O Benfica passava por dificuldades, uniu esforços e fechou-se bem, mas até ao descanso não mais conseguiu incomodar o guardião Nuno Viseu levando o nulo para as cabines.

Para a segunda metade os locais voltaram dispostos a inverter a tendência do jogo e já com Cunha em campo ainda causaram calafrios ao guarda-redes forasteiro mas o remate de Fixe ao minuto 50, bem servido por Sordo, saiu demasiado alto e a oportunidade perdeu-se.

Os de Pombal voltavam pouco depois à mó de cima com João Pinto a rematar ligeiramente ao lado depois de uma belíssima jogada individual de Leandro pela direita e a defensiva da casa vacilava. A toada pombalina manteve-se e nem a expulsão de Testas aos 68` retirou clarividência aos comandados de Fernando Mateus, que sem surpresa marcaram o primeiro golo da tarde. Minuto 72: jogada de insistência do ataque do Pombal, passividade e falhas de marcação defensivas benfiquistas e Rafael na zona do segundo poste a só ter que encostar a testa á bola para festejar. Fácil, tudo fácil!

Ainda havia muito para jogar e verdade seja dita o Benfica reagiu, mas na finalização as coisas não saiam bem. Cunha a dois minutos dos noventa cabeceava às malhas laterais depois de um bom centro de Tiago Marques na esquerda e ao segundo minuto de compensação seria Gonçalo a desperdiçar o empate quando da meia-lua rematou a rasar a trave.

Com o aproximar do final da partida e com a equipa balanceada no ataque os aspectos defensivos foram descurados e disso se aproveitou muito bem João Pinto para (em falta sobre Hélder Cruz?) ganhar a posse do esférico e selar a vitória com a obtenção do segundo golo.

A vitória do Sporting Pombal acaba por ser justa visto que foi mais e melhor equipa que o Benfica e Castelo Branco desta vez incapaz de se superiorizar ao seu adversário. Com este resultado o Pombal entra claramente na luta pela subida de divisão mostrando talvez que a vitória perante o Sertanense há uma semana atrás não foi obra do acaso.

Boa arbitragem de João Mendes e seus pares.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados