RCB/TuneIn
Domingo, 20 Set 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
OLIVICULTORES EM GESTÃO CORRENTE
Rádio Cova da Beira
A cooperativa de olivicultores do Fundão vai funcionar em gestão corrente. A instituição esteve ontem reunida em assembleia geral para analisar o actual momento do lagar, depois do pedido de renúncia do presidente da assembleia geral e da demissão do presidente da direcção.
Por Nuno Miguel em 30 de Jun de 2014

Outras da categoria:

Nesta reunião magna, o presidente em exercício da assembleia geral apresentou as cartas de demissão de outros sete elementos dos órgãos sociais, pelo que foi entendimento dos associados decidir avançar com um novo processo eleitoral e até lá os elementos demissionários vão assegurar a gestão corrente da cooperativa. Manuel Carvalho afirma que “aquilo que dizem os estatutos é que as eleições têm de ser convocadas no prazo de 30 dias; nós vamos agora reunir e quando estiverem reunidas todas as condições vamos convocar as eleições uma vez que não podemos andar a convocar assembleias continuamente uma vez que cada uma delas tem custos para a cooperativa; acredito que em breve vamos poder convocar essas eleições mas também é preciso, como eu disse aos sócios, um bocadinho de debate senão daqui por 15 dias já podíamos ter as eleições”.

O presidente em exercício da assembleia geral da cooperativa espera que exista um debate franco e aberto antes da convocação das eleições para que os sócios definam qual o caminho que o lagar deve seguir. Manuel Carvalho sublinha que não é a realizar actos eleitorais sucessivos que os olivicultores vão conseguir atingir a estabilidade “precisamos dessa estabilidade e ela não se consegue a realizar eleições duas vezes no ano; as pessoas que vierem para a cooperativa tem de ter credibilidade para a gerir, não é a estarem hoje e depois, por dá cá aquela palha, dizem até logo e com isso refiro-me aos ex demissionários uma vez que eu quando estou nas instituições é para ser responsável e é perante os sócios que eu assumo compromissos e nunca para o meu próprio interesse”.

Cerca de uma centena de associados marcaram presença nesta reunião magna, entre os quais o demissionário presidente da direcção. Lourenço Proença ocupou um lugar no auditório junto de outros sócios e não fez qualquer intervenção durante a assembleia.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados