RCB/TuneIn
Sexta, 22 Nov 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
“FALTA DE PROFISSIONAIS TEM CONSEQUÊNCIAS”
Rádio Cova da Beira
Centro de reprodução medicamente assistida do centro hospitalar da Cova da Beira não está a aceitar a inscrição de novos casais para tratamento. A denúncia é feita por Paula Santos, deputada do PCP na assembleia da república, depois duma reunião que manteve com o conselho de administração daquela unidade de saúde.
Por Nuno Miguel em 26 de Jun de 2014

A deputada do PCP sublinha que esta situação é uma consequência directa da diminuição de recursos humanos a que se assiste naquela unidade na área da ginecologia e obstetrícia “existem grandes carências de profissionais dessas especialidades o que originou que o serviço de medicina reprodutiva neste momento já não está a admitir novos casais para tratamento e isto origina que, tendo o serviço condições para dar uma maior resposta, essa mesma resposta acaba por ficar condicionada”.  

Paula Santos acrescenta que essa diminuição do número de recursos humanos obrigou também o centro hospitalar a recorrer aos serviços duma empresa de trabalho temporário para assegurar o funcionamento do serviço de urgência. De acordo com a deputada “essa situação tem gerado uma grande contestação uma vez que tem existido muitas queixas dos utentes em relação a este serviço; mas a falta de profissionais também se faz sentir noutras áreas como a anestesia e até ao nível do pessoal auxiliar”.

A deputada mostra-se ainda preocupada com as implicações na nova portaria de classificação dos hospitais e apesar de o governo já ter anunciado que pretende rever o documento, Paula Santos garante que o PCP vai bater-se pela sua revogação “ela foi construída duma forma que não acompanha as necessidades do país e também à revelia dos profissionais uma vez que muitos conselhos de administração mostraram surpresa quando viram a classificação do seu hospital; o que é certo é que apesar de o governo já ter dito que a quer rever até agora ainda não o fez e aquilo que nós exigimos é que ela seja revogada”.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados