RCB/TuneIn
Quinta, 19 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
“PROPOSTAS ESTÃO A IR LONGE DEMAIS”
Rádio Cova da Beira
O PCP quer travar o encerramento de serviços públicos no interior do país. A assembleia da república debate esta quarta-feira um projecto lei apresentado pelo grupo parlamentar nesse sentido.
Por Nuno Miguel em 25 de Jun de 2014

O grupo parlamentar na assembleia da república solicitou o agendamento de um projecto de lei, que vai ser debatido esta quarta-feira, para debater o assunto. De acordo com a deputada Paula Santos “o actual governo está a ir longe demais nas propostas que tem apresentado nesse sentido assim como no ataque às funções sociais do estado e por isso o PCP apresentou um projecto lei que visa impedir o encerramento de serviços públicos e por isso requeremos esse agendamento para impedir o encerramento de escolas, serviços hospitalares, tribunais e finanças”.

A deputada esteve de visita ao distrito de Castelo Branco onde reuniu com autarcas e populações a propósito do encerramento de escolas do primeiro ciclo no próximo ano lectivo. Paula Santos sublinha que “aquilo que está em cima da mesa é que as propostas para encerrar escolas tem como único objectivo a redução de custos; não há aqui nenhum critério pedagógico em relação a esta matéria e por isso o caminho que está a ser seguido é uma má solução; este tipo de medidas só vai contribuir para acelerar o processo de abandono de muitas das nossas aldeias”. 

Para além do agendamento do projecto lei, o grupo parlamentar do PCP enviou ainda uma pergunta ao ministério da educação e ciência no sentido de saber quais as medidas que serão tomadas para a remoção total de fibrocimento nas escolas Pêro da Covilhã, Teixoso e Pedro da Fonseca (Proença-a-Nova). Uma outra questão foi remetida ao ministério da saúde sobre a falta de profissionais na ULS de Castelo Branco em que a tutela é questionada sobre quais as medidas que serão tomadas no sentido de assegurar o integral funcionamento das extensões de saúde assim como se pedem justificações pelo facto de a ULS estar a querer transferir para as autarquias algumas responsabilidades ao nível da contratação de profissionais".  

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados