RCB/TuneIn
Domingo, 20 Out 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
DERROTA COMPROVA ILEGITIMIDADE
Rádio Cova da Beira
Luís Garra desafia o Presidente da República a demitir o governo caso a coligação “Aliança Portugal” não vença as eleições europeias agendadas para o próximo domingo.
Por Nuno Miguel em 20 de May de 2014

Em conferência de imprensa o coordenador da união de sindicatos afirmou que “desde que o governo saia derrotado destas eleições aquilo que é exigível é que o Presidente da República o demita e convoque eleições antecipadas; este governo ganhou as eleições para o parlamento europeu há cinco anos, depois ganhou as legislativas mas no ano passado já perdeu as eleições autárquicas e se perder agora novamente fica comprovada a sua ilegitimidade democrática e eleitoral”.

Luís Garra acrescenta que “a união de sindicatos não vai fazer apelo ao voto em nenhum partido mas devemos apelas ao voto contra as políticas de direita e contra os seus executores; estas eleições tem um significado europeu mas não podem deixar de ter também um significado sobre a situação concreta que o país está a viver, tanto mais que ela resulta duma ingerência internacional onde as políticas europeias tem um papel assinalável”.

Na última reunião de direcção, a união de sindicatos decidiu agendar um conjunto de iniciativas. A 21 de Maio reúne com as direcções das associações de reformados do concelho da Covilhã e um mês depois marca presença em Lisboa na manifestação nacional convocada pela CGTP. Antes disso, e no âmbito da acção nacional de luta convocada pela intersindical entre 26 e 31 de Maio está prevista a realização dum conjunto de plenários descentralizados e também uma sessão evocativa dos 40 anos da fixação do salário mínimo nacional. Uma acção que, afirma o coordenador da USCB “não se vai ficar pelo saudosismo mas que vai decorrer numa perspectiva de análise da actualidade do salário mínimo nacional, da importância da sua actualização imediata para os 515 euros e de perspectivar a luta em defesa da contratação colectiva”.

Do calendário de iniciativas faz ainda parte uma conferência distrital sobre as questões da saúde, que tem como objectivo assinalar os 35 anos do SNS. Uma acção que deve decorrer no último trimestre do ano.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados