RCB/TuneIn
Sábado, 16 Nov 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
CONTAS COM RESULTADO NEGATIVO
Rádio Cova da Beira
Santa Casa da Misericórdia da Covilhã fechou o ano 2013 com um resultado negativo de exploração de 54 mil euros. Os números fazem parte do relatório de gestão que foi aprovado pelos irmãos na última assembleia geral da misericórdia.
Por Nuno Miguel em 28 de Apr de 2014

Neto Freire, presidente da comissão administrativa que gere os destinos da instituição, sublinha que o resultado negativo é ligeiramente superior ao que se verificou em 2012 fruto da indefinição directiva porque a misericórdia passou durante alguns meses “o valor reflecte um resultado líquido um pouco mais elevado do que no ano anterior mas isso deve-se à situação critica que se vivia e que deu origem à saída do anterior provedor; de qualquer forma o quatro trimestre do ano passado já foi em sentido contrário em relação à situação de desequilíbrio que existia anteriormente”.

O presidente da comissão administrativa da misericórdia da Covilhã sublinha que estão a ser tomadas várias medidas de gestão com o intuito de melhorar a situação financeira mas sem colocar em causa a qualidade dos serviços prestados aos utentes “estamos à procura de formas de diminuir os custos de financiamento mas, em simultâneo, de aumentar os níveis de facturação para que seja possível chegar a um valor de equilíbrio mensal para ai poderem ser implementados alguns projectos que temos em carteira mas ainda é prematuro falar neles”.

Actualmente o passivo global da instituição ronda os quatro milhões e 800 mil euros e das contas aprovadas no relatório de gestão verifica-se que existe um défice mensal na ordem dos 11 mil euros. Jorge Saraiva, outros dos elementos que integra a comissão administrativa, sublinha que “temos adoptado regras de gestão firme, onde não há lugar ao desperdício mas sem nunca colocar em causa a oferta instalada; quando aqui chegámos a situação de défice mensal rondava os 80 mil euros que neste momento já conseguimos reduzir para 11 mil e que caminha a passos largos para o zero; a partir dai podemos respirar duma outra forma e perspectivar o futuro”.

Uma assembleia geral onde os dirigentes reafirmaram que a comissão administrativa não irá proceder ao despedimento de qualquer funcionário nem encerrar nenhuma das valências da santa casa da misericórdia da Covilhã.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados