RCB/TuneIn
Quarta, 26 Jun 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
PROPOSTA CHUMBADA
Rádio Cova da Beira
A câmara municipal da Covilhã chumbou, por maioria, uma proposta apresentada pela equipa no executivo para a contratação dum fiscal único para as empresas municipais.
Por Nuno Miguel em 23 de Apr de 2014

O nome proposto foi o do revisor oficial de contas Pedro Jerónimo mas, de acordo com o vereador da CDU, não foram entregues quaisquer dados referentes ao currículo e à experiência profissional adquirida. José Pinto sublinha que, face a essa situação “fomos forçados a votar contra; não em relação à pessoa porque não a conhecemos mas sim porque não temos quaisquer dados sobre ele, não nos foi apresentado o currículo, ao que sabemos não foram convidados outros revisores a apresentar propostas e por isso não podemos dar o benefício da dúvida a quem queria contratar este profissional”:

Os mesmos argumentos foram apresentados pelos vereadores da bancada do movimento “Acreditar Covilhã” e também pelo vereador do PSD. Joaquim Matias ainda solicitou que a proposta fosse analisada noutra reunião mas a equipa executiva mostrou-se inflexível “a proposta foi que o assunto fosse retirado e agendado para uma próxima reunião para que a informação nos fosse dada e pudesse ser analisada; a verdade é que o senhor presidente da câmara insistiu na votação e eu lamento que assim tenha sido porque tivemos que votar contra e a proposta acabou por ser chumbada”.

Argumentos que o presidente da câmara da Covilhã rejeita. Para Vítor Pereira os vereadores da oposição “estão carecas de saber quem são as pessoas, conhecem o currículo mas depois vem fazer o papel do inocente com más desculpas; a proposta era para a contratação dum elemento que assegure uma função técnica, que deve merecer a confiança do executivo e foi nesse sentido que trabalhámos”. 

Uma proposta que deve ser novamente analisada numa das próximas reuniões do executivo covilhanense.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados