RCB/TuneIn
Terça, 18 Jun 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
“UMA NOVA AMEAÇA”
Rádio Cova da Beira
O coordenador da união de sindicatos de Castelo Branco teme que a nova portaria de classificação das unidades hospitalares possa novamente trazer à discussão o encerramento de maternidades na Beira Interior.
Por Nuno Miguel em 21 de Apr de 2014

Luís Garra refere que a portaria publicada pelo ministério da saúde é uma nova ameaça em relação a este assunto e garante que aquela estrutura sindical está a equacionar a realização de iniciativas para evitar que alguma das maternidades venha a fechar portas “esta portaria, por omissão, afasta as maternidades no âmbito das valências que estes hospitais desenvolvem; é uma nova ameaça que temos pela frente e por isso tudo vamos fazer, seja com iniciativas próprias ou integrados em acções que venham a ser desenvolvidas pelas comissões de utentes ou outras organizações, no sentido de defender este bem que temos na nossa região”.

O coordenador da USCB acrescenta que “esta portaria configura um novo ataque ao serviço nacional de saúde; um caminho que está a ser feito paulatinamente com a asfixia financeira a que os hospitais estão a ser sujeitos por parte do ministério da saúde”. Luís Garra refere que, em relação às maternidades, o documento “deixa o hospital de Viseu como a unidade mais próxima da região com serviço de maternidade e esse é um cenário que pode abrir as portas à abertura duma maternidade privada na região e os utentes são empurrados para ai”.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados