RCB/TuneIn
S√°bado, 27 Fev 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
GOVERNO CLASSIFICA CASA QUE AUTARQUIA QUERIA DEMOLIR
Rádio Cova da Beira
A Secretaria de estado da cultura classificou a casa teatro de Pedr√≥g√£o de S. Pedro como monumento de interesse p√ļblico. A classifica√ß√£o foi publicada em Di√°rio da Rep√ļblica do passado dia 12 e apanhou o executivo penamacorense de surpresa uma vez que j√° tinha decidido que a melhor op√ß√£o era demolir o im√≥vel.
Por Paula Brito em 24 de Feb de 2014

Segundo Pedro Folgado, vereador da Coligação Juntos por Penamacor, o actual executivo já tinha decidido que o melhor era demolir a casa, face à ausência de interesse patrimonial ou histórico "esta casa esteve para ser classificada de interesse municipal, mas depois, as avaliações feitas ao imóvel indicariam que não tinha qualquer valor patrimonial ou histórico e portanto essa classificação não faria qualquer sentido, nós inclusivamente fizemos uma visita ao local onde constatámos que o avançado estado de degradação do imóvel, coloca em risco não só a segurança das pessoas que circulam na via pública mas também das habitações ao lado, e até tínhamos chegado à conclusão, entre todos, que talvez a melhor solução fosse demolir o imóvel". 

Para surpresa de todos, o imóvel é classificado como monumento de interesse público com todas as condicionantes que isso representa "como é que acontece uma coisa destas?" questiona o vereador da oposição, "até porque é referido na portaria que foi promovida a audiência prévia na câmara municipal e isto é mais complicado porque causa grandes transtornos a toda a zona envolvente, porque coloca restrições à construção e reconstrução, e é mais um encargo que o município tem".

Na resposta, António Beites disse que também ele foi apanhado de surpresa, "fiquei estupefacto", admite o autarca que garante que nunca foi solicitada qualquer audiência prévia ao município e, ao que apurou, nem ao anterior executivo que também não desencadeou qualquer processo de classificação "esta classificação já tem muitos anos, já é anterior ao anterior executivo", um processo que já tem mais de 20 anos, acrescentou o autarca na última assembleia municipal. O presidente da câmara de Penamacor vai pedir uma cópia do processo à secretaria de estado da cultura para depois decidir o que fazer "nós não temos dinheiro para recuperar a casa que já tem mais de 400 anos, mas se houver interesse do ministério da cultura".

A portaria refere que "apesar de interiormente descaracterizada, por via do mau uso e relativo abandono a que foi sujeita a partir da segunda década do século XX, a Casa do Teatro constitui uma importante referência social e cultural da localidade, sendo mesmo possível que se trate de um dos mais antigos teatros da região ou mesmo do território nacional".

Em termos arquitectónicos, é referido que o imóvel, que está -enquadrado no núcleo histórico de Pedrógão, foi erguido em 1616 e que tem "uma sóbria construção vernacular, em cujo exterior se destacam as cantarias graníticas".

  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados