RCB/TuneIn
Sábado, 24 Out 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
PROPOSTA CHUMBADA
Rádio Cova da Beira
O secretário de estado do ensino superior não aceitou a proposta definida entre a UBI e o Instituto Politécnico da Guarda tendo em vista uma integração entre as duas instituições. (FOTO ENSINO MAGAZINE)
Por Nuno Miguel em 22 de Jan de 2014

Recorde-se que no último trimestre do ano passado o reitor da UBI e o presidente do IPG envolveram-se internamente na procura dum entendimento entre as duas instituições mas o secretário de estado da tutela acabou por chumbar essa proposta e não aceita o modelo de proximidade que foi apresentado. Uma decisão que Constantino Rei recebeu com alguma surpresa “na carta que enviou às instituições em Outubro o secretário de estado ele fala na possibilidade de consórcios e fusões entre instituições de diferentes sistemas de ensino e dai a nossa surpresa com esta decisão porque ele agora escreveu-nos novamente e defende a diferenciação entre politécnicos e universidades e acrescenta que isso evita a criação de escolas politécnicas em universidades o que deixa claro que ele não quer essa integração”.

O presidente do politécnico da Guarda entende que as novas propostas do governo deixam os institutos politécnicos numa situação de menoridade. Constantino Rei acrescenta que não vai ser feita nenhuma verdadeira reforma da rede e no próximo ano lectivo haverá mais cursos a fechar nos politécnicos “aquilo que vamos ter em Maio ou Junho é um despacho de vagas e que há-de ditar o encerramento de mais alguns cursos em particular nos politécnicos do interior; é esta a reforma que vamos ter porque o resto é conversa e atirar areia para os olhos das pessoas”. O presidente do IPG acrescenta que “há uma linha clara do discurso do secretário de estado é que a universidade será para os meninos inteligentes e ricos enquanto que os politécnicos serão para os burros e pobres”.

Na proposta de entendimento que existia entre as instituições era recuperado o modelo de uma universidade para toda a Beira Interior “era regressar às origens de criação da UBI em que a universidade estaria em toda a região com polos na Covilhã, na Guarda e em Castelo Branco”.

Por parte da UBI não foi possível recolher qualquer reacção em relação a este assunto. Resta saber agora qual vai ser a solução que o secretário de estado vai apresentar para a reorganização da rede de ensino superior na região.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados