RCB/TuneIn
Quinta, 05 Dez 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
PADRE DO FUNDÃO RECORRE
Rádio Cova da Beira
Padre do Fundão quer anular depoimento de menores, a notícia é avançada no Público de hoje. O Padre Luís Mendes vai recorrer da condenação a 10 anos de prisão por 19 crimes de natureza sexual sobre menores.
Por Paula Brito em 22 de Jan de 2014
No recurso interposto no Tribunal da Relação de Coimbra, a defesa pede para serem invalidados os testemunhos das alegadas vítimas e dos colegas, declarações recolhidas para memória futura, por estas terem sido apenas recolhidas em áudio e não em vídeo, como dizem ser obrigatório.  A defesa alega ainda as ausências, “por períodos mais ou menos prolongados” de um dos 3 juizes do colectivo do tribunal do Fundão em todas as sessões do julgamento, pedindo que seja determinada a falsidade das actas, por as mesmas não referirem as ausências do magistrado.  O depoimento do psiquiatra perito foi também usado para provar que quem estava na sala de espera ouvia tudo o que se estava a passar na sala de audiências. A defesa alega assim que a prova testemunhal estava contaminada desde o início do julgamento pelo juizo prévio que cada um fez depois de ouvir a testemunha anterior.  Ao longo das 15 páginas do recurso a defesa ataca a qualidade das perícias médico legais, a credibilidade dos depoimentos dos queixosos e pede a nulidade do testemunho do padre Vítor Sousa, orientador espiritual e confessor dos internos do seminário, incluindo dos cinco rapazes que denunciaram os abusos sexuais, recorrendo a um artigo da concordata assinada entre a Santa Sé e o Estado Português para sustentar que os magistrados não deveriam ter inquirido o padre.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados