RCB/TuneIn
Quinta, 17 Out 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL√ćTICA
"SEREI UM VEREADOR DE TODOS OS COVILHANENSES"
Rádio Cova da Beira
A declaração é do vereador da autarquia covilhanense Nélson Silva. Em comunicado, o autarca garante que lutará por incluir na agenda da autarquia os princípios e objectivos pelos quais se bateu na recente campanha eleitoral.
Por Paulo Pinheiro em 24 de Dec de 2013

Tal como prometeu na última sessão da AMC, Nélson Silva reage em comunicado às criticas que lhe têm sido feitas por membros de vários partidos, nas também à retirada da confiança política pelo “Movimento Acreditar Covilhã”. Quanto à promoção de um seu familiar, o autarca não faz qualquer comentário.

Desde logo, o vereador, baliza a sua resposta “Restringir-me-ei unicamente a princípios do foro político, pois não me revejo em métodos ultrapassados e que foram amplamente derrotados, baseados na calúnia, na suspeição e agressão à dignidade individual”. O autarca também afirma não rever-se na forma de fazer política baseada “no ódio e maledicência, no confronto permanente e na ideia do quanto pior melhor para os interesses da oposição”.

Nélson Silva reafirma ser um vereador independente sendo a única confiança política que respeitará ao longo do mandato a resultante do voto popular e recorda que o o grupo de cidadãos independentes “Acreditar Covilhã” não possui estruturas internas representativas, nem órgãos de jurisdição ou outros… “e por isso está dotado de uma informalidade que só os consensos e os acordos bilaterais podem substanciar”.

“É evidente que existiam acordos bilaterais prévios que não foram por mim desrespeitados. Tudo o que estava estabelecido foi concretizado”, garante o vereador.Justifica o voto a favor da delegação de competências e contratação de assessorias, após a inclusão no plano de actividades e orçamento “de um conjunto de medidas e de financiamentos fundamentais, que constavam no programa político do Movimento Creditar Covilhã”.

O reforço substancial dos apoios à acção social, a preocupação demonstrada com o desenvolvimento local e emprego e a sustentabilidade financeira do município, são três dos exemplos apontados para a votação favorável, recordando que, no caso das freguesias, o esforço foi reconhecido com os votos favoráveis dos eleitos do Movimento nessas localidades.

“Será este o meu procedimento até ao fim do mandato. Recuso ser um obstáculo à implementação do programa político da actual câmara municipal, mas lutarei para incluir na agenda da autarquia os objectivos pelos quais me bati na campanha eleitoral. Esta atitude dar-me-á uma legitimidade reforçada na fiscalização da CMC e na defesa de todas as juntas de freguesias do concelho”, refere Nélson Silva.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados