RCB/TuneIn
Terça, 23 Jul 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
"PARA JÁ NÃO HÁ COLIGAÇÃO, MAS..."
Rádio Cova da Beira
PS preferiu ir às compras a encontrar uma coligação séria. A acusação deixada por Vítor Reis Silva na assembleia municipal da Covilhã, a propósito de Nélson Silva e do fim das negociações entre PS e CDU para a formação de uma coligação
Por Paulo Pinheiro & Paula Brito em 24 de Dec de 2013

"Em vez de um entendimento político sério e responsável, optaram por ir às compras. Optaram por recuperar um recurso humano que tinham perdido, por adesão deste a projectos pessoais ou de um grupo de cidadãos denominados independentes. Decidiram aceitar o regresso de alguém que objectivamente se arrependeu da sua opção porque não atingiu, com o abandono do PS, o seu objectivo supremo que é o de estar no poder, ou seja, meter a mão no pote, como referiu o nosso 1º Ministro. È tão reprovável a atitude do vendido como do comprador”, disse Vítor Reis Silva da bancada da CDU.

O assunto também não passou em claro na bancada do Movimento Acreditar Covilhã. João Bernardo congratulou Vítor Pereira por ter liderado a Primavera mais breve da história das libertações

“Após a anunciada Primavera Pereirista, com o cântico da Grândola Vila Morena pelas ruas da cidade, em que o concelho se convenceu, ou quiseram convencer, que se tinha libertado do medo que anteriores e prepotentes lideres tinham alcançado ao longo de 20 anos de exercício de poder, conseguiu em dois meses, e pelos mecanismos conhecidos, amealhar mais poderes delegados que alguma vez pediu ou necessitou o anterior líder para instaurar o seu regime de poder”, referiu o membro do Movimento.

Vítor Pereira nega a existência de qualquer coligação mas garante que o assunto não está encerrado. Para o autarca, a melhor coligação até ao momento tem sido o diálogo com todas as forças políticas. Questionado sobre os critérios que o levaram a nomear a esposa de Nélson Silva para o cargo de chefe de divisão, o presidente da câmara da Covilhã diz que se tratou de uma nomeação para compensar exclusivamente o mérito e a competência 

“Poderão fazer as leituras maldosas que entenderem, mas esta é a realidade dos factos. Posso também fazer outras leituras e relembrar que no passado a mesma senhora, na altura casada com o líder da bancada do PS na oposição na AMC, foi emprateleirada, discriminada”, sublinhou o edil covilhanense.

Nélson Silva, já reagiu em comunicado.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados