RCB/TuneIn
Sábado, 11 Jul 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
INCÊNDIO EM FÁBRICA NA COVILHÃ: O RESCALDO
Rádio Cova da Beira
À chegada ao local os bombeiros da Covilhã depararam-se com um fenómeno que é o pior pesadelo dos bombeiros, o flashover "uma inflamação generalizada, provocada pelo o aquecimento em simultâneo de todos os combustíveis", o que levou primeiro à evacuação da fábrica e depois ao combate às chamas.
Por Paula Brito em 28 de Nov de 2013

"Foi rápido, os primeiros carros a chegar, depois tivemos alguma dificuldade com os outros porque havia ali carros estacionados e os mais pesados não passavam", explica o comandante que descreve o cenário que foi encontrar "quando chegamos encontramos uma máquina completamente a arder, tentamos combater de imediato, mas entretanto dá-se um fenómeno que o o flashover, e tivemos que mandar evacuar a secção onde havia ainda alguns trabalhadores, até a ajudar-nos, depois entramos novamente para combater o incêndio e conseguir extingui-lo o mais rapidamente possível".

Uma das secções da fábrica, a de secagem, ficou muito destruída "o problema é que há muitos estragos porque a zona da cobertura caiu toda em cima das máquinas e haverá muito trabalho a limpar as máquinas para voltarem a funcionar", explica Fernando Lucas que não tem certeza da origem do incêndio "possivelmente numa das máquinas, mas cabe aos peritos analisar isso".

O incêndio na fábrica Alçada e Pereira, junto ao polo das engenharias da UBI, começou às 10h 43m, ficou dominado às 11h 33m e ficou extinto pouco tempo depois. No local estiveram cinco corporações de bombeiros (Covilhã, Fundão, Belmonte, Idanha a Nova e Castelo Branco) 10 viaturas e 33 operacionais. 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados