RCB/TuneIn
Segunda, 10 Ago 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
BVP RECEBEM CRACH√Ā DE OURO
Rádio Cova da Beira
A comemorar 75 anos de existência, os bombeiros de Penamacor vão receber o crachá de ouro da Liga de Bombeiros Portugueses no próximo dia 14 de Dezembro no decorrer do jantar de Natal da corporação. Mas a melhor prenda que os bombeiros podiam receber era a legalização dos terrenos onde está instalado o quartel. Uma situação que já fez perder uma candidatura de 400 mil euros à corporação.
Por Paula Brito em 27 de Nov de 2013

A situação foi descoberta recentemente quando os bombeiros viram aprovada uma candidatura que perderam por não terem a posse dos terrenos onde iriam ser construídas as garagens, um investimento de 400 mil euros que caiu por terra "nós temos muitos carros que estão ao ar livre, era uma candidatura que já tínhamos aprovada no ano passado e depois não se conseguiu concretizar porque não conseguimos registar os terrenos que foram cedidos pela câmara, um problema que o anterior executivo não conseguiu resolver e que já apresentámos ao novo executivo, esperamos que se resolva brevemente porque já nos fez perder uma candidatura".

Por concretizar está também o protocolo entre a corporação, a autarquia e as unidades de saúde de Covilhã e Castelo Branco e que viria resolver o problema do encerramento do SAP de Penamacor "é um problema mais grave do que a gente pensa porque nós recebemos muita gente, sobretudo aos fins de semana para levarem injeções, e outros problemas, que nós não podemos resolver porque ainda não temos a ambulância a funcionar com a equipa médica e de enfermagem". 

Desde que encerrou o Serviço de Atendimento Permanente do centro de saúde da vila, há cerca de um ano, aumentou em "mais de 100% o número de chamadas para os bombeiros", admite Porfírio Saraiva. Uma situação que tem causado graves problemas à corporação "porque muitas chamadas de urgência eram resolvidas no centro de saúde, agora as chamadas, sempre fora de horas e aos fins de semana, têm que ir ou para o Centro Hospitalar da Cova da Beira ou para Castelo Branco, são quilómetros que se fazem a mais, é o tempo que se demora, para nós traz-nos prejuízos, neste momento na maior parte dos dias temos a Inem e a Inem de reserva fora e temos que mandar outras ambulâncias porque temos muitas chamadas porque veja a nossa população é muito envelhecida".

Os Bombeiros Voluntários de Penamacor vão ainda aproveitar o jantar de Natal, no próximo dia 14, para homenagear, a título póstumo, o capelão dos bombeiros, o padre Manuel Toscano que faleceu no Verão passado. 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados