RCB/TuneIn
quarta, 28 set 2022
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
PENAMACOR BAIXA IMI PARA OS MÍNIMOS
Rádio Cova da Beira
Novo executivo em Penamacor fixou IMI para o próximo ano nos valores mínimos previstos pela lei. Na primeira reunião pública do mandato, o executivo aprovou por maioria a adesão do município à Naturtejo e a revisão orçamental que vai permitir lançar a obra de aproveitamento turístico da albufeira de Meimoa até final do ano.
Por Paula Brito Batista em 22 de Nov de 2013

Além de fixar o Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) em 0,3 para prédios avaliados e 0,5 para prédios não avaliados, o executivo liderado por António Beites decidiu também abdicar de 2,5% do IRS dos munícipes. Decisões tomadas por unanimidade e explicadas à RCB pelo autarca "apesar da situação financeira da câmara ser delicada decidimos fazer este esforço financeiro para ajudarmos os munícipes neste momento difícil, e também com o objectivo de se um atractivo para a construção e fixação no nosso concelho". 

Até final do ano, a câmara de Penamacor vai lançar concurso para as obras de aproveitamento turístico da albufeira de Meimoa no local onde já existe uma piscina fluvial e onde vão ser construídos três bangalows e um edifício que servirá de bar de apoio com casas de banho, entre outros melhoramentos "vai ser instalado também um parque infantil, os acessos vão ser melhorados, é um projecto que temos que concluir sob pena de perdermos o financiamento" justifica o autarca que garante que tudo estará pronto a tempo de ser utilizado no Verão do próximo ano "até final do ano teremos obra e a partir do próximo Verão Penamacor terá um espaço fantástico de lazer que pode ajudar a potenciar o turismo no nosso concelho".

Na primeira reunião pública do executivo foi ainda aprovada, por maioria, a adesão de Penamacor à Associação de Municípios de Natureza e Tejo.Uma decisão que segundo o presidente da autarquia, se fica a dever ao facto de Penamacor pertencer agora à comunidade intermunicipal da Beira Baixa "entendemos que faria todo o sentido acompanhar os municípios que incluem esta comunidade, não querendo dizer com isso que iremos abandonar a cooperação com a Cova da Beira e com o nosso município vizinho do Sabugal, mais a norte, mas a posição geográfica de Penamacor permite-nos pertencer a associações e organizações a norte e a sul do concelho". 

Vítor Gabriel absteve-se na votação por discordar da forma como foi conduzido o processo de criação da comunidade intermunicipal da Beira Baixa "à revelia de Penamacor, nas costas dos penamacorenses, foi uma decisão unilateral do então presidente contra aquela que era a vontade dos órgãos autárquicos".

Quanto ao encerramento da repartição de finanças de Penamacor, segundo António Beites, que é também vice presidente da CIM da Beira Baixa, não existe qualquer decisão oficial nesse sentido, mas a Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa vai tomar uma posição conjunta sobre esta matéria.

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2022 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados