RCB/TuneIn
Quinta, 29 Out 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
PSP: FESTA DE ANIVERSÁRIO E DE DESPEDIDA
Rádio Cova da Beira
Cerimónia dos 85 anos do comando distrital da PSP de Castelo Branco foi de despedida para o Comandante distrital. Paulo Caldas está de saída para assumir funções, na direcção nacional, de director do departamento de segurança privada. José Pires Leonardo, actual segundo comandante regional dos Açores, é o senhor que se segue.
Por Paula Brito em 30 de Oct de 2013

Na hora da saída, e em dia de aniversário, Paulo Caldas faz um balanço positivo do último ano à frente do comando de Castelo Branco "é um balanço bastante positivo, este comando tem excelentes infraestruturas, tem excelentes recursos humanos, mas tal como outros comandos do interior do país tem uma taxa etária bastante elevada, ronda os 47 anos, as pessoas não têm a melhor disponibilidade do ponto de vista físico mas têm muita vontade de trabalhar, temos vindo a cumprir os nossos objectivos e as taxas de criminalidade têm vindo a diminuir".

Nos primeiros nove meses do ano a criminalidade geral no comando distrital de Castelo Branco, que abrange as cidades de Castelo Branco e Covilhã, diminuiu 17,6%, o equivalente a menos 173 ocorrências que em igual período do ano passado. A descida da criminalidade denunciada foi mais acentuada em Castelo Branco, menos 8,2%, do que na Covilhã que registou uma subida de 11,9% "é verdade mas a leitura tem que ser feita mais em número de casos do que em taxas, a diferença de dois ou três crimes pode fazer uma variação de 11 ou 12%".

O comandante distrital de PSP de Castelo Branco, Paulo Caldas, prefere no entanto destacar o aumento de mais de 40% dos crimes por proactividade policial "a criminalidade por proactividade policial é aquela que só se verifica por intervenção da polícia, estamos a falar do consumo de estupefacientes e nos crimes de condução sob o efeito de álcool, esses sim aumentaram significativamente fruto da intensividade das nossas acções de fiscalização que temos tido os meios suficientes no terreno para o efeito". Apesar de considerar que os meios existentes não afectam a operacionalidade da PSP, o comandante distrital, no discurso comemorativo dos 85 anos do comando, pediu mais meios humanos e viaturas ao director nacional da Polícia de Segurança Pública. No final Paulo Caldas não quis quantificar as necessidades por serem conhecidas da direcção nacional da PSP.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados