RCB/TuneIn
Quinta, 15 Nov 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
O NOVO EXECUTIVO COVILHANENSE
Rádio Cova da Beira
Os únicos rostos que transitam do anterior mandato são Vítor Pereira e Pedro Farromba. Os restantes não são propriamente desconhecidos: Carlos Martins, durante 20 anos presidente da Conceição, Joaquim Matias que já desempenhou as funções de vereador, Nélson Silva que foi membro da assembleia municipal, tal como a vereadora Paula Simões e José Pinto, autarca na Boidobra durante 20 anos.
Por Paula Brito em 23 de Oct de 2013

O executivo covilhanense tomou posse sem que o Partido Socialista tenha encontrado parceiro para governar com maioria absoluta no executivo. Até à data o único contacto estabelecido foi entre PS e CDU. José Pinto continua a aguardar contacto de Vítor Pereira e, apesar de não estar definido nenhum prazo, o vereador da CDU entende que a haver acordo, quanto mais cedo, melhor "pensamos que quanto mais depressa será melhor para o concelho, vamos ver o que pretende o PS, o acordo pode funcionar de várias maneiras, mais formal ou menos formal, mas continuamos a pensar que se houvesse essa vontade do PS, como há da nossa parte, seria melhor para o concelho". 

Joaquim Matias, vereador do PSD, já tinha dito em conferência de imprensa que não iria boicotar o trabalho do executivo. Uma postura que reiterou no dia da tomada de posse onde confirmou que não tinha sido contactado pelo Partido Socialista "não fui contactado e também confesso-lhe que não estou à espera de ser contactado porque o PS ganhou as eleições e tem toda a legitimidade para gerir o município, tendo a responsabilidade de encontrar as melhores soluções e desde que seja uma câmara dialogante julgo que não vai haver problemas". 

Pedro Farromba e Nélson Silva integram a bancada de independentes. O líder da candidatura Acreditar Covilhã diz que a postura será sempre a de fazer o que é melhor para o concelho "será a postura que sempre tive, de grande cooperação naquilo que sejam os desígnios da cidade e do concelho e uma voz atenta em relação à actividade do município e em defesa dos interesses da Covilhã e dos covilhanenses".Questionado sobre a mudança de posição em assumir o cargo de vereador, Pedro Farromba responde "eu nunca disse que não iria assumir o cargo, fizeram-me uma pergunta e eu respondi que sou candidato a presidente da câmara, nunca disse que assumia ou não assumia".

Oito anos depois, o executivo covilhanense volta a ter uma mulher com funções executivas. Paula Simões, que já foi membro da assembleia municipal da Covilhã, professora no Instituto Politécnico de Castelo Branco, assume funções de vereadora a tempo inteiro e confessa que a educação é a área onde se sente mais à vontade "será a área da educação mas ao presidente eleito caberá a entrega de pelouros, mas eu penso que toda a região terá que encontrar um rumo, temos que congregar a vontade de todos porque ninguém trabalha sozinho". 

Para além de Paula Simões, da maioria liderada por Vítor Pereira faz também parte Carlos Martins que deverá assumir a vice presidência da autarquia. A distribuição de pelouros deverá ser conhecida na primeira reunião do órgão, esta sexta-feira, às 9h.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados