RCB/TuneIn
Segunda, 22 Jul 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
COVILHÃ: 20 ANOS DEPOIS PS GANHA CÂMARA MUNICIPAL
Rádio Cova da Beira
Foi a única mudança de cor política nas câmaras do distrito de Castelo Branco. O Partido Socialista venceu as eleições autárquicas no concelho da Covilhã sem maioria absoluta.
Por Paulo Pinheiro em 30 de Sep de 2013

Para a autarquia, o PS recolheu 37,57% dos votos, que representam 3 mandatos. Vítor Pereira, o novo presidente da câmara, reafirma que uma das primeiras medidas é a realização de uma auditória às contas do município e promete cumprir aquilo que disse em campanha eleitoral.

“Os covilhanenses confiaram-me a mais importante missão da minha vida e sei que estou à altura desse desafio… mas há um rosto e um nome que não posso deixar de citar: “Se há alguém que foi derrotado nesta noite foi o actual presidente da câmara Carlos Pinto, não estando a concorrer às eleições estava a fazê-lo por interposta pessoa querendo perpetuar-se no poder como esteve ao longo dos últimos 16 anos de uma foram quase antidemocrática. O mandato tem um rasto de asfixia democrática no concelho”.

Pedro Farromba, líder da candidatura independente “Acreditar Covilhã” anunciou que assume as suas responsabilidades no executivo, no cargo de vereador, e acredita que o movimento criado com a sua candidatura “tem um caminho que deve seguir, que foi apoiado por um largo número de eleitores. Temos que continuar a trabalhar, com a mesma atitude”.

O PSD tem um mandato no próximo executivo que vai ser ocupado por Joaquim Matias, como o fez em 1993, então também na gestão socialista de Jorge Pombo. Assume as responsabilidades do resultado (apenas 14,95% dos votos) e tem justificações para o sucedido: a troika, as medidas impopulares que o actual Governo teve que tomar, e o peso de levar a sigla na sua candidatura, mas também o ainda presidente da câmara não fica isento de culpas“ Se não tivéssemos tido a oposição de uma máquina autárquica e de Carlos Pinto estaríamos hoje a comemorar a vitória da CMC. Não foi assim, alguém vai ter que comer o pão que o diabo amassou”.

Na Covilhã, um dos destaques da noite eleitoral é o regresso da CDU ao executivo. José Pinto, até agora presidente da junta de freguesia da Boisobra, assume o cargo de vereador, dez anos depois da Coligação ter estado representada na câmara

“Este resultado é sinal de que a nossa mensagem passou por todo o concelho graças ao empenho de uma equipa que trabalhou muito nas freguesias, na cidade. Estamos disponíveis para trabalhar em prol da Covilhã desde que a câmara seja colegial, participada onde todos possam participar. Aí estaremos na fila da frente”.

O Bloco de Esquerda não conseguiu nenhum mandato na câmara, ainda assim José Serra dos Reis, líder da lista do BE/Movimento Resgatar Covilhã, movimento promete estar atento ao trabalho do novo executivo e já tem marcados encontros mensais para discutir o futuro da Covilhã”.

Na Covilhã a abstenção foi de 41,54%, mais três pontos percentuais que em 2009.  


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados