RCB/TuneIn
Terça, 24 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL√ćTICA
OURONDO: URNA DE VOTO DESTRU√ćDA
Rádio Cova da Beira
Na freguesia de Ourondo, no concelho da Covilhã, a mesa de voto abriu normalmente, ainda ali foram depositados 5 votos, mas no final da missa de domingo alguns populares acabaram por destruir a mesa de voto, em protesto pela agregação daquela aldeia a Casegas.
Por Paula Brito em 29 de Sep de 2013

De gravata preta, em sinal de luto, o presidente da junta de freguesia de Ourondo explicou à RCB como tudo se precipitou à saída da igreja "a mesa de voto foi destruída, os votos foram destruídos, ninguém estaria à espera de uma coisa destas, mas penso que foi o culminar da revolta das pessoas por este acto eleitoral e por esta agregação com Casegas que as pessoas não aceitam de forma alguma". Para José Rito Agostinho, "não há condições para continuar o acto eleitoral", quanto ao futuro "não posso prever o futuro mas sinto que as pessoas se sentem revoltadas e os protestos certamente que irão continuar, porque as pessoas não aceitam esta agregação, não desta foram porque eu não sou apologista da destruição das mesas de voto, mas há outras formas pacíficas das pessoas mostrarem a sua revolta".

O autarca garante que não houve conflitos entre as pessoas "foi um movimento espontâneo, não houve a mais pequena escaramuça com quem quer que seja".

As autoridades foram chamada ao local, o voto eleitoral no Ourondo deverá ser repetido.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados