RCB/TuneIn
Sexta, 22 Nov 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
"VALORIZAR A AMC É FUNDAMENTAL"
Rádio Cova da Beira
A necessidade da assembleia municipal da Covilhã ser devidamente informada, até por comissões que integrem técnicos, sobre matérias consideradas estruturantes para o futuro do concelho, é reconhecida por todos os candidatos á presidência do órgão, nas eleições autárquicas do próximo domingo.
Por Paulo Pinheiro em 27 de Sep de 2013

No debate promovido pela RCB ouviram-se críticas à não disponibilização de documentos na Internet para informação dos membros da assembleia, a ausência de fóruns de debate sobre vários assuntos cruciais para o concelho e alguns consideram fundamental que o órgão deixe de ser uma caixa-de-ressonância da câmara municipal.O ajustamento do regimento do órgão é um passo que todos se comprometem a dar e a criação de comissões para análise de matérias consideradas importantes é outro.Sem banalizar o referendo, Vítor Reis da CDU entende que nos últimos existiram matérias passíveis disso. A localização do Data Center foi um dele, assim como a ponte dos Penedos Altos

“A ponte pedonal para os Penedos Altos antes de ser executada deveria ter existido uma consulta pública sobre a relação custo/benefício, assim como a localização do Data Center e a extinção do aeródromo e a nova barragem “.

Ideias partilhadas pelo cabeça de lista do Bloco de Esquerda / Movimento Resgatar Covilhã. José Augusto aponta  como exemplos a privatização da água e o negócio com a Park C

"O acordo com aquela empresa, que a câmara tem uma dívida de 13 milhões de euros, deveria ter sido objecto de análise na assembleia, bem como a situação financeira do município e os aumentos das tarifas e a privatização da água".

Sobre a construção da barragem, o candidato do BE defende que a necessidade apressada da infraestrutura pode estar relacionada com o Data Center

"A construção da barragem tem aspectos que deveriam ser esclarecidos. Não somos contra o Data Center, embora entenda que existe aqui muita propaganda, nomeadamente com o número de postos de trabalho. Mas o Data Center vai consumir muitos milhões de metros cúbicos de água, para arrefecimento dos servidores, se calhar a construção da barragem tembém seja para dar resposta a esta necessidade"

É preciso que a população seja ouvida, criando espaços para que isso aconteça, defende Santos Silva. O candidato do PS aponta o fim do aeródromo como um exemplo em que os cidadãos deveriam ter sido chamados a pronunciar-se

 

"Destruíram-se infra-estruturas, das mais antigas do país, como foi o caso do aeródromo e a população não foi ouvida sobre estas questões. As soluções não podem ser impostas. Mas nesta campanha, comprovei que a cidade antiga está vazia e a cidade nova está preenchida pelos estudantes. Creio que é uma situação muito preocupante. Estas decisões vão condicionar a cidade nos próximos séculos”

Também o candidato do PSD está preocupado com o panorama deprimente do centro da cidade, onde um elevado número de lojas está encerrado

“Dói ver o estado deprimente da rua Ruy Faleiro, nomeadamente com o encerramento das lojas. É preciso revitalizar aquela zona, através da captação de novas empresas. Acho inconcebível que localização do Data Center não tenha sido objecto de um amplo debate”

João Carvalho não foge aos assuntos. O candidato do projecto “Acreditar Covilhã”, sublinhando que não é uma situação exclusiva daquela cidade, mostra-se também apreensivo com a situação

"A nossa cidade está esvaziada de pessoas em idade activa. É um problema. A Covilhã tem infra-estruturas que se forem bem aproveitadas podem ser motores de capatação de pessoas. Ouvir as pessoas é muito importante".

A valorização e a dignificação do órgão Assembleia Municipal são ideias consensuais entre os candidatos. 

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados